Legislador russo emite demanda da FIFA – CMIO Esportes

O órgão regulador do futebol global e sua contraparte europeia, a Uefa, devem compensar os times russos após imporem proibições, disse Dmitry Svishchev

As equipes russas devem continuar pressionando por uma compensação da Fifa e da Uefa por causa das proibições impostas pelos dois órgãos reguladores do futebol, de acordo com o deputado da Duma Dmitry Svishchev.

“Acho que precisamos continuar exigindo compensações da Fifa e da Uefa por retirar nossos times das competições. Tal medida deveria pelo menos ser considerada. Os clubes perderam fundos, devem ser indenizados”, afirmou. disse Svishchev, que é presidente do Comitê de Cultura Física e Esportes da Duma.

A FIFA e a UEFA retiraram as seleções russas de suas competições em todos os níveis no final de fevereiro por causa do conflito na Ucrânia. As sanções permanecem em vigor e já impediram a seleção masculina russa de se classificar para a Copa do Mundo da FIFA de 2022 no Catar e foram removidas das fases de qualificação para o Campeonato Europeu da UEFA de 2024.


Funcionários russos revelam status dos pagamentos do 'legado' da FIFA

A nível de clubes, as equipes russas foram impedidas de competições lucrativas da UEFA, como a Liga dos Campeões e a Liga Europa, pelo menos na temporada 2022/23, enquanto a final da Liga dos Campeões de 2022 foi transferida de São Petersburgo para Paris.

“Não é lucrativo para a Uefa potencialmente perder clubes russos” acrescentou Svishchev, conforme citado pela RIA Novosti. “A Rússia é um mercado enorme. O futebol está se desenvolvendo na Rússia, arenas estão sendo construídas”.

A União Russa de Futebol (RFU) perdeu sua tentativa de anular as proibições da UEFA e da FIFA no Tribunal Arbitral do Esporte (CAS) na Suíça, mas ainda pode levar o caso ao Supremo Tribunal Federal suíço.

O CAS publicou o raciocínio completo em seu veredicto esta semana, alegando que a Uefa e a FIFA tinham o direito de banir times russos, em parte por motivos de segurança.

À luz das proibições, foi proposto que a RFU poderia tentar deixar a UEFA e ingressar em sua contraparte asiática, a AFC, onde presumivelmente seria mais bem-vinda e as equipes russas enfrentariam menos barreiras para retornar à competição.

No entanto, foi anunciado em uma reunião do comitê executivo da RFU no final de dezembro que a organização estabeleceria um grupo de trabalho ao lado da UEFA em um esforço para encontrar um possível caminho de volta para as seleções russas.

CONSULTE MAIS INFORMAÇÃO:
Ícone do futebol russo defende a adesão à Europa

Verificado por RJ983

Conteúdo internacional

Ver fonte

Scroll to Top