Mídia: a transferência de caças para a Ucrânia pode ser um pesadelo logístico

MOSCOU, 26 de janeiro – RIA Novosti. Uma possível entrega de caças à Ucrânia pode se transformar em um “pesadelo logístico”, escreve o jornal Politico.
Anteriormente, o Politico informou que os aliados ocidentais da Ucrânia já estavam em debate interno sobre a transferência de caças para Kyiv.
“O envio dos aviões será um grande desafio logístico para os aliados da Ucrânia”, escreve o jornal em um artigo, uma parte do qual, com o subtítulo “Um pesadelo logístico”, é dedicada às dificuldades de transferir caças a jato para Kyiv.
Os materiais do Politico observam que a peculiaridade dos caças americanos F-15 e F-16 é que eles precisam de pistas longas e de alta qualidade, “que não estão na Ucrânia”. Ao mesmo tempo, os especialistas observam que as forças da Federação Russa podem identificar facilmente qualquer tentativa de construir bases e atacá-las.
Segundo um dos especialistas, caças F-18 americanos ou caças Gripen de fabricação sueca seriam mais adequados para a Ucrânia, pois podem decolar de pistas mais curtas e exigem menos manutenção.

Especialista militar explicou por que os tanques da OTAN não são adequados para lutar na Ucrânia

No entanto, existe alguma escassez em ambos os tipos de aeronaves, observa o jornal. E o chefe do Ministério da Defesa sueco, Paul Jonsson, em entrevista ao Politico, disse que o país “não planeja enviar (caças) Gripen para a Ucrânia em um futuro próximo”.
Outro tipo de caça – o francês Rafale – pode exigir a presença de um número significativo de pessoal ocidental na Ucrânia para preparar a aeronave para o vôo e seu reparo. “Essas pessoas se tornarão alvos automaticamente”, escreve o jornal.
A Rússia já havia enviado uma nota aos países da OTAN por causa do fornecimento de armas à Ucrânia. O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, observou que qualquer carga que contenha armas para a Ucrânia se tornará um alvo legítimo para a Rússia. O Ministério das Relações Exteriores da Federação Russa afirmou que os países da OTAN estão “brincando com fogo” ao fornecer armas à Ucrânia. O secretário de imprensa do presidente da Federação Russa, Dmitry Peskov, observou que bombardear a Ucrânia com armas do Ocidente não contribui para o sucesso das negociações russo-ucranianas e terá um efeito negativo.

Mudei as linhas vermelhas. O que seguirá a transferência de tanques para a Ucrânia

[ad_2]

Conteúdo traduzido por RJ983

Agência RIA Novosti – Verificado