Sanções impedem a Rússia de enviar fertilizantes para a Síria, diz Nebenzya

ONU, 25 de janeiro – RIA Novosti. A Rússia está pronta para enviar parte dos fertilizantes bloqueados na Europa para a Síria, mas a “Lei de César” adotada pelos Estados Unidos não permite isso, Moscou aguarda esclarecimentos da ONU sobre o que está sendo feito para resolver essa situação, Vasily Nebenzya, representante permanente da Rússia na organização, em uma reunião do Conselho de Segurança da ONU.
“Nosso país está pronto para enviar a Damasco gratuitamente um lote de fertilizantes bloqueado nos países da UE devido a sanções anti-russas, no entanto, devido à “Lei de César” adotada pelas autoridades dos EUA, é impossível importá-los para a Síria por causa de seu suposto propósito duplo”, disse Nebenzya.
Segundo ele, a Federação Russa e colegas sírios já chamaram a atenção do secretário-geral da ONU para esse problema.
“Esperamos receber informações claras da ONU sobre o que está sendo feito para resolvê-lo”, acrescentou.
A administração do ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, em 2020 ampliou significativamente as sanções contra a Síria, inclusive por meio da chamada “lei de César”, que abrange não apenas as organizações sírias, mas também outros estados que interagem com Damasco.

Síria e Rússia discutem implementação de projetos industriais sob sanções



Conteúdo traduzido por RJ983

Agência RIA Novosti – Verificado