O chefe do Ministério das Relações Exteriores da Turquia e o chefe da AIEA discutiram a situação no Zaporozhye NPP

ISTAMBUL, 25 de janeiro – RIA Novosti. O ministro das Relações Exteriores da Turquia, Mevlut Cavusoglu, discutiu com o diretor-geral da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), Rafael Grossi, a situação em torno da usina nuclear de Zaporozhye, informou o Ministério das Relações Exteriores da Turquia.
Cavusoglu e Grossi conversaram por telefone na quarta-feira.

As autoridades de Zaporozhye anunciaram o fracasso da ofensiva das Forças Armadas da Ucrânia

“As partes discutiram os últimos desenvolvimentos na Ucrânia e na usina nuclear de Zaporozhye”, diz um comunicado de imprensa recebido pela RIA Novosti.
A central nuclear de Zaporozhye está localizada na margem esquerda do rio Dnieper, perto da cidade de Energodar. Esta é a maior usina nuclear da Europa em número de unidades e capacidade instalada – a usina possui seis unidades de energia com capacidade de 1 gigawatt cada. Desde março, está sob a proteção dos militares russos. O Ministério das Relações Exteriores da Rússia enfatizou que essa medida foi justificada para evitar o vazamento de materiais nucleares e radioativos.
Os militares ucranianos continuam a bombardear regularmente Enerhodar e o território da usina nuclear de Zaporozhye adjacente à cidade. O ministro da Defesa russo, Sergei Shoigu, disse que o regime de Kyiv está tentando criar a aparência de uma ameaça de catástrofe nuclear, continuando a bombardear propositalmente o ZNPP. A Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) afirmou repetidamente a necessidade de criar uma zona de segurança em torno do ZNPP.

A atividade da usina nuclear armênia deve ser interrompida com urgência, disse Baku



Conteúdo traduzido por RJ983

Agência RIA Novosti – Verificado