Escândalos de documentos sigilosos dos EUA chegam agora ao ex-vice-presidente Mike Pence

[ad_1]

Assistentes do ex-vice-presidente encontraram “um pequeno número de documentos com selos que os categorizavam como classificados” em sua casa em Indiana, informou um assessor do político republicano, segundo o jornal The New York Times (NYT).
Os documentos foram inadvertidamente arquivados e transportados para a casa do republicano quando terminou o mandato de Trump na Casa Branca, justificou o deputado Greg Jacob em carta ao escritório de Arquivos Nacionais.
A equipe de Pence sustentou que o ex-vice-presidente não apenas desconhecia o transporte dos arquivos confidenciais, mas estava aberto a cooperar na resolução do assunto.
Jacob disse que os documentos foram encontrados durante uma busca no dia 16 de janeiro por um advogado que colaborou com Pence durante a administração do magnata republicano Donald Trump, segundo o NYT.
Panorama internacional

Resposta de Biden sobre escândalo de documentos classificados é ‘notavelmente burra’, diz jurista

O material sigiloso estava alojado em duas caixas, ao lado de outras duas com cópias de papéis administrativos relacionados ao governo Trump. Tanto Pence quanto o atual presidente Biden foram apontados por possuírem pessoalmente esses documentos oficiais protegidos.
As declarações da equipe de Pence surgem ao mesmo tempo em que o ex-vice-presidente dos EUA é considerado um potencial candidato às eleições presidenciais de 2024, nas quais Trump já anunciou suas intenções de disputar.

[ad_2]

Este conteúdo foi verificado por RJ-2309 RJ-0292 RJ-0958

CMIO confirmou esta notícia. Fonte;

Via Sputnik News- IMG Autor