Forças russas impedem que bancos da UE sejam usados para financiar regime ucraniano

[ad_1]

Os serviços de segurança da Rússia impediram o fluxo de dinheiro através de bancos bálticos, poloneses e tchecos para financiar os oficiais do Serviço de Segurança Ucraniano (SBU, na sigla em ucraniano) envolvidos na organização de ataques terroristas na região de Kherson. A informação foi dada à Sputnik por uma fonte ligada às forças de segurança da Rússia.
“Verificou-se que cartões e contas bancárias, cujos proprietários físicos estão na Europa e em Estados Bálticos, bem como cofres impessoais, alugados de bancos na Polônia e na República Tcheca, foram usados ​​para sacar fundos”, disse a fonte.
Panorama internacional

Snipers americanos e britânicos são enviados para perto de Kherson para matar civis

Segundo a fonte, os agentes da SBU estavam usando ativamente espiões para organizar ataques terroristas e armazenar armas, explosivos e outros equipamentos no território da região de Kherson. Esses espiões estavam relatando o trabalho feito a seus superiores por meio de comunicação via satélite.

Ainda segundo a fonte, os fundos sacados foram transferidos para um executor por meio de organizações voluntárias, que usam corredores humanitários para chegar à região, e recompensas em dinheiro foram transferidas por meio de cachês pré-arranjados, enviando coordenadas a um executor em caso de sucesso na conclusão de uma tarefa.

[ad_2]

Este conteúdo foi verificado por RJ-2309 RJ-0292 RJ-0958

CMIO confirmou esta notícia. Fonte;

Via Sputnik News- IMG Autor