Mídia relata grande problema com a coalizão de tanques do Ocidente contra a Rússia


Na opinião deles, levará muito tempo para criar um “grupo de combate”, pois “não está bem claro quantos países têm tanques adequados”.

“Quantos tanques estão realmente prontos para a batalha a curto prazo?”, indagaram os analistas.

Panorama internacional

Entregas de tanques ocidentais não resolverão o problema, diz presidente ucraniano

Apenas uma parte dos Estados que possuem veículos de combate Leopard 2 tem o direito de fornecê-los à Ucrânia.

“Atualmente,13 países europeus têm cerca de 2.000 tanques Leopard, mas apenas alguns deles têm o direito de ajudar a Ucrânia”, diz o artigo.

Os analistas citaram o exemplo da Hungria, que tem esses veículos de combate, mas está excluída da lista de fornecimentos “por causa de sua política mais pró-russa”.
Ao mesmo tempo, de acordo com especialistas militares, “é muito duvidoso que os Estados queiram fornecer os seus tanques modernos para as Forças Armadas da Ucrânia, já que eles são necessários para sua própria defesa”.

“Vamos supor que uma mudança radical de hostilidades exigirá cerca de 100 tanques Leopard 2. Um número menor seria politicamente notável, mas nada mais do que um gesto simbólico. Mas o fornecimento de até 100 tanques é atualmente um grande problema”, resumiram os autores.



Este conteúdo foi verificado por RJ-2309 RJ-0292 RJ-0958

CMIO confirmou esta notícia. Fonte;

Via Sputnik News- IMG Autor