Parlamentar do Irã: veremos Exércitos europeus como terroristas se IRGC for incluído na lista negra


Teerã reagirá duramente se o Corpo de Guardiões da Revolução Islâmica (IRGC, na sigla em inglês) for designado terrorista pela União Europeia (UE), declarou no domingo (27) Mohammad Qalibaf, presidente do parlamento do Irã, citado pela agência iraniana Tasnim News.
Na quarta-feira (18) o Parlamento Europeu chamou a UE a condenar o IRGC e o adicionar à lista de organizações terroristas.
A ação foi fortemente condenada pelas autoridades, comandantes do ramo das Forças Armadas iranianas. Já Hossein Salami, comandante-em-chefe das Forças Armadas do Irã, advertiu os europeus que “eles terão que sofrer as consequências de repetir seus erros passados”.
Panorama internacional

Irã alerta que UE pode sofrer ‘consequências pesadas’ se classificar IRGC como grupo terrorista

De acordo com Qalibaf, o Irã efetuará uma “ação retaliatória, rápida e decisiva” contra tal passo, e designará os Exércitos europeus como organizações terroristas, tomando medidas contra eles.
Qalibaf disse que se trata de uma “tendência perigosa” dos países europeus em relação às ações terroristas contra Teerã, e condenou a Europa por seu histórico de abrigar e apoiar o grupo Mujahideen (organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países, incluindo o Irã).



Este conteúdo foi verificado por RJ-2309 RJ-0292 RJ-0958

CMIO confirmou esta notícia. Fonte;

Via Sputnik News- IMG Autor