Protesto em Tel Aviv contra a reforma judicial

MOSCOU, 21 de janeiro – RIA Novosti. Milhares de pessoas devem participar de um protesto em Tel Aviv no sábado contra a reforma judicial, informou o Jerusalem Post de Israel.
Segundo ela, as pessoas já começaram a chegar para a ação, que terá início na Kaplan Street, após a qual se transformará em cortejo. A marcha terminará no complexo do governo de Tel Aviv, diz a publicação. Note-se que ainda antes das 17h00 locais, as estradas foram bloqueadas, o que causou indignação dos manifestantes. Eles alegam que isso foi feito para interferir no protesto.

Os opositores do novo gabinete israelense realizaram um protesto em Tel Aviv

Espera-se a participação de várias organizações, incluindo o Movimento pela Qualidade do Governo, que primeiro realizará seu próprio protesto na Praça Habima.
Entre os manifestantes está o líder da oposição Yair Lapid, que disse que era “um protesto pelo país”. “As pessoas que amam o país vieram aqui hoje para defender sua democracia, seus tribunais e a ideia de convivência e bem comum”, disse Lapid.
Segundo o jornal, esta é a terceira semana de protestos desde que o ministro da Justiça de Israel, Yariv Levin, anunciou planos de reforma judicial.
Em Israel, no final de dezembro de 2022, um governo liderado por Benjamin Netanyahu foi empossado perante o parlamento. Ele já atuou como primeiro-ministro de Israel em 1996-1999 e 2009-2021.

Dezenas de milhares de opositores do governo de Israel se reúnem em Tel Aviv



Conteúdo traduzido por RJ983

Agência RIA Novosti – Verificado