Deputada brasileira pede informação à Defesa sobre munições enviadas ao Peru no governo Bolsonaro

  Fact-checking  Autentic  DMCA  Report


Desde a prisão do presidente Pedro Castillo e a chegada de Dina Boluarte à presidência, o Peru está vivendo um verdadeiro caos político, com muitos protestos violentos e mortais. Boluarte está sendo investigada por genocídio diante da forte repressão, de acordo com o jornal O Globo.
A mídia também relata que no Brasil, a deputada Fernanda Melchionna (PSOL-RS) enviou dois ofícios aos ministérios da Defesa e das Relações Exteriores pedindo informações sobre a autorização para exportar munições de armas ao Peru no fim do governo passado. Segundo o jornal, a empresa brasileira Indústria Química exportou 28.960 projéteis para o governo peruano.
Panorama internacional

Parlamentar boliviano nega subversão no Peru e denuncia terrorismo de Estado

Melchionna questiona, por exemplo, quais são os protocolos exigidos para a exportação de produtos de defesa em casos como esse e o grau de risco aferido pelo acordo comercial. Ao mesmo tempo, quer saber que medidas de mitigação foram exigidas para que houvesse a anuência dos ministérios para a transação.
A deputada ainda pergunta aos chefes das pastas acerca de que medidas serão tomadas pelo novo governo para prevenir que produtos nacionais sejam usados em violações a direitos humanos, relata o jornal.
Ontem (20), um incêndio de grandes proporções atingiu um prédio no centro histórico de Lima, capital peruana. Até o momento, 52 pessoas morreram e mil ficaram feridas por conta das manifestações.



Este conteúdo foi verificado por RJ-2309 RJ-0292 RJ-0958

CMIO confirmou esta notícia. Fonte;

Via Sputnik News- IMG Autor

  Fact-checking  Autentic  DMCA  Report