Reservas de gás da Europa caem abaixo de 80%, mostram dados

[ad_1]

A quantidade das reservas de gás nas instalações de armazenamento subterrâneo (UGS, na sigla em inglês) da Europa caiu abaixo de 80%, revelam dados da Infraestrutura de Gás da Europa (GIE, na sigla em inglês).
Às 05h00, horário de Greenwich (02h00, horário de Brasília), deste sábado (21) as UGS europeias estavam cheias em 79,49%, contendo um total de 86,5 bilhões de metros cúbicos de gás, perdendo 0,59 pontos porcentuais em um dia, indicam os dados.
Ao mesmo tempo, as reservas de gás nas UGS europeias seguem altas em comparação com o ano passado, quando o valor estava abaixo de 50%, segundo a GIE.
Panorama internacional

Borrell diz que UE rejeitará petróleo e gás da Rússia até o final de 2023

A queda do total de gás disponível nas UGS europeias acontece em meio a uma queda da temperatura no continente, após semanas de inverno europeu inusualmente quentes.
Os países ocidentais impuseram sanções abrangentes contra a Rússia após ela lançar uma operação militar especial na Ucrânia em 24 de fevereiro de 2022, com a União Europeia (UE) inclusive se comprometendo a acabar com sua dependência do abastecimento energético russo. No entanto, ao contrário do setor petrolífero, Bruxelas não impôs restrições ao suprimento de gás da Rússia.
Na terça-feira (16) Ursula von der Leyen, presidente da Comissão Europeia, disse que a UE conseguiu substituir 80% do gás fornecido pela Rússia, reduzindo a demanda interna e aumentando os fornecimentos de gás natural liquefeito dos EUA.
Especialistas têm apontado os maiores preços do gás não russo como um impedimento para o crescimento econômico e a competitividade europeus, havendo inclusive previsões para uma recessão na UE em 2023.

[ad_2]

Este conteúdo foi verificado por RJ-2309 RJ-0292 RJ-0958

CMIO confirmou esta notícia. Fonte;

Via Sputnik News- IMG Autor

Scroll to Top