Mídia: Twitter perdeu 80% de sua força de trabalho sob gestão de Elon Musk


O número de funcionários no Twitter diminuiu cerca de 80% desde a aquisição multibilionária do empresário americano Elon Musk, informou a CNBC, citando registros internos da empresa.

Antes de Musk finalizar a aquisição do Twitter, por US$ 44 bilhões, no final de outubro de 2022, a empresa com sede em São Francisco, Califórnia, tinha cerca de 7.500 funcionários, mas esse número caiu para aproximadamente 1.300 funcionários ativos, informou a CNBC.

O Twitter, agora, tem menos de 550 engenheiros em tempo integral e a equipe de confiança e segurança inclui menos de 20 funcionários em tempo integral.

Panorama internacional

Elon Musk perdeu mais de US$ 100 bilhões em 1 ano, diz Forbes

A empresa também tem cerca de 1.400 funcionários que não trabalham e ainda estão sendo pagos. Além disso, cerca de 75 dos 1.300 funcionários da empresa estão de licença, incluindo 40 engenheiros, informou a CNBC.

Musk mudou as operações diárias da empresa, incluindo a demissão de executivos do Twitter responsáveis ​​pela privacidade, segurança cibernética e censura da plataforma.

Em dezembro, o The New York Times informou que o Twitter havia parado de pagar aluguel por escritórios por várias semanas para cortar custos.



Este conteúdo foi verificado por RJ-2309 RJ-0292 RJ-0958

CMIO confirmou esta notícia. Fonte;

Via Sputnik News- IMG Autor