Rússia quer negociar com países africanos em moedas locais – Lavrov — CMIO

Os lados estão desenvolvendo uma estratégia de cooperação para substituir o dólar americano e o euro em acordos

A Rússia e as nações africanas estão caminhando para acordos em moedas nacionais, revelou o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergey Lavrov, na quarta-feira, acrescentando que as partes estão preparando documentos para reorganizar o mecanismo de cooperação sob sanções ocidentais.

O anúncio de Lavrov foi feito durante uma coletiva de imprensa sobre os resultados das atividades da diplomacia russa em 2022. O funcionário afirmou anteriormente que os parceiros russos e africanos estão trabalhando para reduzir, embora gradualmente, o comércio de dólares americanos e euros em pagamentos comerciais mútuos.

“Como sabem, estamos planejando uma segunda cúpula com a África este ano, no final de julho em São Petersburgo, e estamos preparando toda uma série de eventos para ela, documentos estão sendo preparados para reconfigurar os mecanismos de interação no diante de sanções e ameaças, … novas ferramentas para cooperação comercial e de investimento, sistemas de cadeia de suprimentos, pagamentos”, o FM russo explicou, acrescentando “Há uma transição para liquidações em moedas nacionais, esse processo não é rápido, mas está em andamento e ganhando força.”

CONSULTE MAIS INFORMAÇÃO:
Maior montadora da Rússia pondera exportar para a África – vice-primeiro-ministro

Moscou tem seguido firmemente uma política de desdolarização no comércio exterior. Nos últimos anos, a Rússia e alguns de seus parceiros comerciais, incluindo a Índia e a China, intensificaram o uso de moedas domésticas em acordos mútuos em um esforço para se afastar do dólar e do euro.

Para mais histórias sobre economia e finanças, visite a seção de negócios da RT

Você pode compartilhar esta história nas redes sociais:

Verificado por RJ983

Conteúdo traduzido

Ver fonte