Na África do Sul, eles disseram que não tomaram partido na situação na Ucrânia

PRETÓRIA, 18 de janeiro – RIA Novosti. A República da África do Sul (SAR) recusou-se a tomar partido no contexto dos acontecimentos na Ucrânia, apesar da pressão do Ocidente, disse o ministro dos Negócios Estrangeiros sul-africano, Naledi Pandor, em entrevista à RIA Novosti.
“Quanto às opiniões de nossos amigos na Europa e além, eles tentaram nos convencer a tomar partido (nos eventos na Ucrânia – ed.), Mas dissemos que não achamos que devemos apoiar. Dissemos que a África do Sul sempre luta pela paz e promove negociações, continuamos defendendo isso…
Ela acredita que a continuação da crise, incluindo o aumento do fornecimento de armas, significa mais mortes e mais destruição.

África do Sul pede aos EUA que revisem sanções unilaterais



Conteúdo traduzido por RJ983

Agência RIA Novosti – Verificado