Analista: conflito ucraniano acarreta transformação geopolítica do domínio dos EUA à multipolaridade

[ad_1]

“A recusa da Rússia em se ajoelhar e sua revolta contra o Ocidente enviaram um sinal ao mundo de que os Estados Unidos e a União Europeia (UE) não são mais capazes de aplicar sanções como uma ameaça para alcançar seus objetivos”, observa Ritter.
De acordo com o ex-oficial de inteligência, a Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) usa ucranianos para conduzir uma guerra por procuração com a Rússia. A Aliança Atlântica treina militares das Forças Armadas da Ucrânia, lhes envia equipamentos pesados no valor de dezenas de bilhões de dólares e lhes fornece dados de inteligência.
Entre outras coisas, o Ocidente tentou enfraquecer Moscou impondo sanções, mas essas tentativas falharam. O resultado da política antirrussa foi o enfraquecimento econômico da Europa, e a hegemonia dos EUA deu lugar à multipolaridade com o crescente papel do BRICS, ressaltou o analista.
“Está ocorrendo uma transformação geopolítica radical do domínio dos EUA para a multipolaridade. E isso se deve ao conflito ucraniano”, concluiu o ex-oficial norte-americano.
Ritter já tinha destacado o complexo processo de entrega de equipamento da OTAN às Forças Armadas da Ucrânia, que durante o transporte pode facilmente se tornar um alvo para as tropas russas.
Panorama internacional

Moscou: Rússia e Brasil têm visão igual do futuro do mundo, multipolar e justo

Recentemente, o chanceler alemão, Olaf Scholz, e o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, concordaram enviar um novo lote de ajuda militar para a Ucrânia. A Alemanha anunciou os planos de enviar à Ucrânia cerca de 40 veículos de combate de infantaria Marder.

[ad_2]

Este conteúdo foi verificado por RJ-2309 RJ-0292 RJ-0958

CMIO confirmou esta notícia. Fonte;

Via Sputnik News- IMG Autor

Scroll to Top