Chefe do Exército britânico: envio de tanques a Kiev enfraquecerá as defesas britânicas


O chefe do Estado-Maior do Exército britânico, general Patrick Sanders, disse nesta segunda-feira (16) que a decisão de Londres de fornecer tanques Challenger 2 à Ucrânia “enfraquecerá temporariamente” o exército britânico. A declaração foi dada em entrevista à rádio britânica Times.
“A transferência [dos tanques] nos deixará como um exército temporariamente mais fraco, com certeza”, disse Sanders.
Ele acrescentou considerar que o envio de tanques para Kiev “deixará uma lacuna” nos arsenais britânicos e tornará difícil para Londres cumprir suas obrigações com a Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN).
Panorama internacional

Eurodeputado: OTAN foi criada por EUA para manter países europeus subservientes ao seu imperialismo

Sanders observou ainda que há preocupação nas Forças Armadas britânicas em relação à estratégia de fornecimento de armas a Kiev adotada pelo governo.
Comentaristas do Times observaram que, nos círculos militares britânicos, tais declarações do chefe do Exército são consideradas um apelo ao ministério da defesa britânico para reabastecer os arsenais transferidos para a Ucrânia e ao ministério das finanças para alocar fundos para o reabastecimento dos arsenais.
Anteriormente, o gabinete do primeiro-ministro britânico, Rishi Sunak, disse que o Reino Unido transferiria 14 tanques Challenger 2 para a Ucrânia nas próximas semanas, e que o treinamento dos militares ucranianos para usá-los começaria nos próximos dias.



Este conteúdo foi verificado por RJ-2309 RJ-0292 RJ-0958

CMIO confirmou esta notícia. Fonte;

Via Sputnik News- IMG Autor