Mídia: Lukoil concordou com o operador do terminal na Romênia sobre a operação da refinaria

CHISINAU, 12 de janeiro – RIA Novosti. A Litasco, estrutura da Lukoil, celebrou um acordo com o operador estatal de um terminal petrolífero no porto romeno de Constanta para 2023, que vai assegurar a operação de uma refinaria de petróleo neste país sob embargo da UE, segundo o comunicado romeno portal Lucro.
Na Romênia, a Lukoil é proprietária da maior refinaria de petróleo do país, a Petrotel Lukoil. Sua capacidade é de cerca de 2,5 milhões de toneladas de petróleo por ano.

Lukoil assinou acordo para a venda da refinaria Isab na Itália

“A Litasco, braço comercial do Lukoil Group russo e acionista da refinaria Petrotel, continuará sendo o principal cliente da estatal operadora de terminal de petróleo no porto de Constanta, Terminal Petroleiro, em 2023. As empresas assinaram um acordo completo contrato de um ano no valor de 55,85 milhões de lei (cerca de 12 milhões de dólares – ed.)”, escreve o portal.
O contrato assinado entre a Oil Terminal e a Litasco diz respeito à descarga de crude de embarcações marítimas e à sua entrega para bombagem às refinarias. Falamos também da descarga e carga de gasolina, gasóleo, fuelóleo e produtos químicos e petroquímicos de/para embarcações marítimas ou fluviais, petroleiros. Ao mesmo tempo, o contrato leva em consideração o embargo ao petróleo russo, que entrou em vigor em 5 de dezembro, e aos derivados de petróleo, que entra em vigor em 5 de fevereiro deste ano.
A Litasco (Lukoil International Trading and Supply Company) é a única operadora do comércio internacional do grupo Lukoil e realiza todas as suas entregas e operações comerciais no exterior. A Litasco inclui subsidiárias e filiais nos EUA, Holanda, Cazaquistão e outros países.

Na Finlândia, a “filha” da “Lukoil” foi multada por falta de biocombustível

[ad_2]

Conteúdo traduzido por RJ983

Agência RIA Novosti – Verificado