Suécia descreve as exigências da Turquia para sua adesão à OTAN como impossíveis


“A Turquia confirma que fizemos o que dissemos que faríamos, mas também diz que quer coisas que não podemos e não queremos dar”, disse Kristersson ao jornal SVT.

A operação militar especial da Rússia na Ucrânia fez com que a Finlândia e a Suécia revisassem sua política de neutralidade. No dia 18 de maio, os dois países apresentaram seus pedidos de adesão à OTAN. Para ingressar no bloco, Finlândia e Suécia precisam buscar a aprovação unânime de todos os 30 Estados-membros.
Até o momento, apenas a Hungria e a Turquia não endossaram o processo de adesão dos dois países nórdicos.
O presidente turco Recep Tayyip Erdogan declarou que Ancara não pode aprovar a admissão da Finlândia e da Suécia, porque, segundo a Turquia, eles apoiam o terrorismo e suas organizações, em particular o Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), proibido na Turquia.
Panorama internacional

Macron quer que adesão da Suécia e Finlândia à OTAN ‘ocorra o mais rápido possível’



Este conteúdo foi verificado por RJ-2309 RJ-0292 RJ-0958

CMIO confirmou esta notícia. Fonte;

Via Sputnik News- IMG Autor