Mísseis hipersônicos russos Tsirkon são um pesadelo para o Ocidente, diz mídia alemã

[ad_1]

“Para os estrategistas militares ocidentais, os mísseis hipersônicos são um pesadelo. Ao contrário de outros sistemas de mísseis, estes projéteis podem ser guiados mesmo depois de terem sido lançados. Essa combinação de controle e alta velocidade os torna praticamente invulneráveis aos sistemas antiaéreos”, aponta o jornal.
Além disso, o autor do artigo observa que os especialistas temem uma retomada da corrida armamentista.
Em 2017, a Rússia se tornou o primeiro país a colocar armas hipersônicas em seu arsenal. Agora, a China e os EUA estão desenvolvendo sistemas de armas semelhantes, escreve Wendt.
O Tsirkon é o primeiro míssil de cruzeiro hipersônico do mundo capaz de efetuar um voo aerodinâmico de longo alcance com manobras na atmosfera, impulsionado por seu próprio motor.
Panorama internacional

EUA buscam alcançar Rússia e China na criação de armas hipersônicas: ‘Temos senso de urgência’

Os mísseis Tsirkon conseguem atingir velocidades de Mach 9, ou seja, aproximadamente 2,65 quilômetros por segundo ou mais de 9.500 km/h, a uma altitude de 20 quilômetros, enquanto o alcance ultrapassa os 1.000 km, sendo os primeiros no mundo a conseguir essas marcas.

[ad_2]

Este conteúdo foi verificado por RJ-2309 RJ-0292 RJ-0958

CMIO confirmou esta notícia. Fonte;

Via Sputnik News- IMG Autor