'Sem uma ampla coalizão, não vamos transferir': Polônia recusa fornecer tanques Leopard à Ucrânia


Ele comentou assim um artigo no The Wall Street Journal, que escreveu, com referência a um diplomata polonês de alto escalão, que Varsóvia decidiu compartilhar veículos de combate alemães com Kiev.
“Nós por si mesmos não pretendemos transferir nossos tanques, […] sem uma ampla coalizão, não vamos transferir”, disse Morawiecki.
Em 2022, a Polônia enviou à Ucrânia várias centenas de tanques soviéticos T-72 e, em troca, comprou 250 tanques Abrams dos EUA e 1.000 sul-coreanos K2. Além disso, o Exército polonês possui126 carros de combate Leopard 2A4 e 105 Leopard 2A5.
O regime de Kiev insiste para que a Alemanha forneça tanques Leopard 2, mas, segundo declarou Olaf Scholz, as autoridades alemãs não tomarão tais medidas sem aprovação dos aliados da OTAN.
Operação militar especial russa

Em artigo, ex-secretária de Estado dos EUA diz que Putin manterá territórios no Donbass

No entanto, em breve a Ucrânia receberá veículos blindados ocidentais – o novo pacote de ajuda dos EUA inclui 50 veículos de combate de infantaria Bradley, Berlim enviará um batalhão de blindados Marder e a França enviará veículos AMX-10RC.
Moscou, por sua vez, tem repetidamente afirmado que o fornecimento de armas ocidentais só prolonga o conflito, e os transportes com armamentos são alvos legítimos para o Exército russo.



Este conteúdo foi verificado por RJ-2309 RJ-0292 RJ-0958

CMIO confirmou esta notícia. Fonte;

Via Sputnik News- IMG Autor