‘Primeiro-ministro’ do Kosovo condena ataque a sérvios na véspera de Natal

BELGRADO, 6 de janeiro – RIA Novosti. O primeiro-ministro da autoproclamada República do Kosovo, Albin Kurti, condenou o tiroteio no sul da região na véspera do Natal ortodoxo e o ferimento de dois jovens sérvios.
O diretor do escritório para Kosovo e Metohija sob o governo sérvio, Petar Petkovic, relatou na noite de sexta-feira sobre “uma tentativa de matar dois jovens sérvios na vila de Gotovusha, perto da vila de Strpce”. Segundo ele, eles foram baleados por um albanês de um carro em movimento, enquanto carregavam badnyaks (um tradicional galho de carvalho na véspera de Natal) Os sérvios locais em Gotovush bloquearam a rodovia exigindo a detenção do culpado.

Albanês é preso em Kosovo por atirar em sérvios que comemoravam o Natal

A polícia da autoproclamada república em Uroševac anunciou então que o suspeito A.K. havia sido detido. aos 33 anos. Segundo relatos da mídia em Pristina, ele é membro das “Forças de Segurança do Kosovo” paramilitares.
“A polícia já deteve um suspeito que, sem dúvida, deve ser levado à justiça. As autoridades competentes vão continuar a investigar todas as circunstâncias deste acto inaceitável e condenável”, escreveu o “primeiro-ministro” do Kosovo nas redes sociais e acrescentou que estava profundamente preocupado com o que tinha acontecido.
As vítimas, Milos, de 21 anos, e Stefan Stojanovic, de 11, foram feridos na mão e no ombro e levados para um hospital no enclave sérvio de Gracanica, perto de Pristina. Depois de fornecer assistência médica, suas vidas estão fora de perigo.
Os sérvios do Kosovo desmantelaram barricadas em rodovias no norte da região no final de dezembro. Antes disso, as autoridades da autoproclamada república libertaram e colocaram em prisão domiciliária o ex-polícia do Kosovo Dejan Pantic, que, juntamente com os seus colegas – sérvios das esquadras da polícia do Kosovo no norte da região – demitiu-se em Novembro e foi então detido no posto de controle de Yarina ao entrar do centro da Sérvia por suspeita de “terrorismo”.

Missão da OTAN no Kosovo anunciou a conclusão da remoção de barricadas



Conteúdo traduzido por RJ983

Agência RIA Novosti – Verificado