China explica como a recusa de Zelensky à trégua afetará os Estados Unidos

MOSCOU, 6 de janeiro – RIA Novosti. Leitores do portal chinês Guancha criticaram o presidente ucraniano Volodymyr Zelensky por recusar a trégua de Natal.
“Se Zelensky cessar o fogo, os EUA perderão muito dinheiro”, escreveu um dos comentaristas.

Congressista dos EUA indignado com a resposta de Zelensky a Putin

“A América não quer uma trégua, portanto Zelensky também será contra falar”, outro apoiou.

Biden caiu na armadilha de Putin por causa das ações de Zelensky”, disse um terceiro.

“Após o fim do conflito, Zelensky deveria se mudar para morar na América”, outro usuário compartilhou sua opinião.

“As autoridades de Kyiv estão dispostas a sacrificar seu povo e seu país pelos jogos geopolíticos do Ocidente”, concluíram os leitores.

No dia anterior, o presidente Vladimir Putin instruiu o ministro da Defesa, Sergei Shoigu, a introduzir um cessar-fogo ao longo de toda a linha de contato na Ucrânia, das 12h de 6 de janeiro às 24h de 7 de janeiro.

Zelenskiy rejeitou a proposta de trégua, chamando-a de “cobertura” para reforçar as posições russas na linha de frente. Como observou Dmitry Polyansky, primeiro vice-representante permanente da Rússia na ONU, esse foi outro lembrete de que o regime criminoso de Kyiv está pronto para sacrificar a Ucrânia e seu povo em prol dos jogos geopolíticos ocidentais.

A Rússia conduz uma operação militar especial na Ucrânia desde 24 de fevereiro. Nesse cenário, os Estados Unidos e seus aliados da OTAN continuam a injetar dezenas de bilhões de dólares em armas no regime de Kyiv. Moscou, por sua vez, afirmou repetidamente que o fornecimento de armas ocidentais apenas prolonga o conflito, e o transporte de armas se torna um alvo legítimo do exército russo.

Burbock falou sobre Putin e irritou internautas



Conteúdo traduzido por RJ983

Agência RIA Novosti – Verificado