Ucrânia espera que equipamentos críticos dos EUA consertem rede elétrica nacional, diz Estado-Maior


Os parceiros da Ucrânia, incluindo os EUA, estão “fazendo todo o possível para reduzir os danos” à infraestrutura do país.
“O governo trabalhou em parceria com laboratórios nacionais, indústria, serviços públicos e o governo ucraniano para encontrar equipamentos americanos disponíveis que pudessem ser levados à Ucrânia para apoio de emergência”, disse o estado-maior.
Mais de US$ 53 milhões (cerca de R$ 278 milhões) em apoio foram destinados a equipamentos críticos de reparo de emergência à rede elétrica da Ucrânia que podem ser usados para restaurar a espinha dorsal dos sistemas de transmissão de energia essenciais para manter a luz e o calor nas casas dos consumidores durante o inverno (no Hemisfério Norte).
“Continuaremos a procurar equipamentos que possam ser fornecidos pelos EUA, além dos esforços contínuos para encontrar e adquirir no exterior equipamentos compatíveis com o sistema ucraniano”, acrescentou o Estado-Maior.
Operação especial militar russa

Blinken: ucranianos enfrentarão ‘inverno difícil’ em meio ao colapso da infraestrutura de energia

As instalações de energia em toda a Ucrânia foram alvo da Rússia a partir de 10 de outubro em retaliação aos ataques ucranianos à infraestrutura russa e ao bombardeio da ponte da Crimeia, que Moscou acredita ter sido realizado por serviços especiais ucranianos. Os ataques foram lançados contra o poder, a indústria de defesa, o comando militar e as instalações de comunicação em toda a Ucrânia.
Após outra série de ataques no dia 15 de novembro, o primeiro-ministro ucraniano, Denys Shmyhal, disse que cerca de 50% da infraestrutura de energia da Ucrânia havia sido danificada. As autoridades instaram as pessoas a reduzir o uso de eletricidade e recorreram a apagões contínuos.



Este conteúdo foi verificado por RJ-2309 RJ-0292 RJ-0958

CMIO confirmou esta notícia. Fonte;

Via Sputnik News- IMG Autor