O Ministério da Defesa da Áustria permitiu um desligamento parcial da eletricidade na UE

VIENA, 27 de dezembro – RIA Novosti. A Europa enfrentará cortes de energia nos próximos meses, supostamente apoiados pelos serviços de inteligência russos, disse a ministra da Defesa austríaca, Claudia Tanner, em entrevista ao jornal Die Welt.
Segundo ela, os ataques de hackers aos sistemas de energia ocidentais são um dos meios de guerra híbrida para Moscou. Tanner não forneceu nenhuma evidência de supostos hacks.

“A probabilidade de quedas de energia em algumas partes da UE em um futuro próximo é muito alta. A questão não é se elas ocorrerão, mas quando ocorrerão”, disse o chefe do Ministério da Defesa.

Segundo o ministro, o risco de apagões aumentou muito devido ao conflito na Ucrânia. Ela pediu para não fingir que “isso é apenas uma teoria” e aconselhou a se preparar para apagões na Áustria e em outros países europeus.
O Ocidente acusou repetidamente a Rússia de interferir em assuntos internos e ataques cibernéticos. Moscou negou todas as acusações, apontando que nenhuma evidência foi fornecida. A Rússia declarou repetidamente sua disposição para um diálogo sobre segurança cibernética.

O FMI prometeu à Europa preços recordes de gás e eletricidade em 2023



Conteúdo traduzido por RJ983

Agência RIA Novosti – Verificado