Peru: após destituição pelo Congresso, Pedro Castillo é detido em Lima


Mais cedo, Castillo anunciou a dissolução do parlamento e a instauração de um “governo de emergência excepcional”. O mandatário também tentou convocar novas eleições legislativas e decretou toque de recolher.
Apesar disso, o Congresso não reconheceu a dissolução e votou a favor da destituição do presidente peruano em uma votação que já estava prevista. A vice-presidente Dina Ercilia Boluarte deve assumir o cargo no lugar de Castillo.
Logo após o pronunciamento de Castillo anunciando a dissolução do Congresso, a própria Boluarte deu uma declaração nas redes sociais contra a decisão do mandatário.
Rechaço a decisão de Pedro Castillo de perpetrar a quebra da ordem constitucional com o fechamento do Congresso. Isso se trata de um golpe de Estado que agrava a crise política e institucional que a sociedade peruana terá que superar com estrito apego à lei.

© AP Photo / Jason DeCrowO presidente do Peru, Pedro Castillo, discursa na Assembleia Geral das Nações Unidas, em 20 de setembro de 2022

O presidente do Peru, Pedro Castillo, discursa na Assembleia Geral das Nações Unidas, em 20 de setembro de 2022

Itamaraty aponta violação constitucional

Em nota oficial divulgada em seu site, o Ministério das Relações Exteriores do Brasil afirmou que “acompanha, com preocupação, a situação política interna no Peru”.
“As medidas adotadas no dia de hoje, 7 de dezembro, pelo presidente Pedro Castillo, incompatíveis com o arcabouço normativo constitucional daquele país, representavam violação à vigência da democracia e do Estado de Direito. Espera-se que a decisão constitucional do Congresso peruano represente a garantia do pleno funcionamento do Estado democrático no Peru”, diz o texto.

EUA chamam Castillo de ex-presidente

Durante coletiva de imprensa no final da tarde desta quarta-feira (7), o porta-voz do Departamento de Estado dos Estados Unidos, Ned Price, afirmou que o governo norte-americano já considera Castillo um ex-presidente.
“Entendemos que muitos dos deputados e parte do governo de Pedro Castillo reunciaram. Entendemos que o Congresso então tomou a medida de impedir Pedro Castillo […]. Meu entendimento é que, dada a ação do Congresso, ele é agora um ex-presidente”, disse o porta-voz.





Este conteúdo foi verificado por RJ-2309 RJ-0292 RJ-0958

CMIO confirmou esta notícia. Fonte;

Via Sputnik News- IMG Autor