Inflação turca mostra sinais de arrefecimento — CMIO

A inflação em Türkiye desacelerou no mês passado pela primeira vez desde maio de 2021, mostraram dados da agência estatal de estatísticas TUIK na segunda-feira.

De acordo com o relatório, os preços ao consumidor subiram 84,4% ao ano em novembro, abaixo do recorde de 85,5% no mês anterior. Os preços têm subido constantemente desde a baixa de 16,6% do ano passado.

“Como já afirmamos anteriormente em vários meios de comunicação, entramos em uma tendência de queda da inflação, deixando o pico para trás, a menos que haja um desenvolvimento global inesperado”, disse. O ministro das Finanças, Nureddin Nebati, disse no Twitter.

A inflação atingiu este ano o nível mais alto em mais de duas décadas, com o governo culpando principalmente o aumento global dos preços de alimentos e energia pela tendência.

A moeda do país, a lira, perdeu 44% de seu valor no ano passado, tornando-se uma das moedas de pior desempenho do mundo. Ele caiu mais 29% até agora em 2022.

CONSULTE MAIS INFORMAÇÃO:
Türkiye se tornando um dos principais parceiros comerciais da Rússia

No mês passado, o banco central do país cortou sua taxa básica de juros pela quarta vez consecutiva, em linha com a demanda do presidente Recep Tayyip Erdogan. O líder de Türkiye se manifestou repetidamente contra o aumento das taxas de juros, alegando que isso causa inflação, ao contrário do que os economistas geralmente acreditam.

Para mais histórias sobre economia e finanças, visite a seção de negócios da RT

Você pode compartilhar esta história nas redes sociais:

Verificado por RJ983

Conteúdo traduzido

Ver fonte