Comércio Rússia-China sobe – oficial – CMIO

Comércio entre os países aumentou 30% em relação ao ano passado, segundo Moscou

O comércio entre a Rússia e a China continuou a crescer este ano, atingindo US$ 129 bilhões nos primeiros nove meses, disse o vice-primeiro-ministro russo Dmitry Chernyshenko na sexta-feira.

Falando via link de vídeo na 26ª sessão regular entre os chefes de governo chinês e russo, o vice-primeiro-ministro disse que o volume de negócios aumentou quase 30% durante os três primeiros trimestres.

“A China é nosso principal parceiro comercial. Apesar dos desafios externos, nossas relações estão se desenvolvendo em todas as direções. A principal tarefa para o próximo período é consolidar a dinâmica positiva de crescimento do comércio”, disse Chernyshenko.

O funcionário disse que a parceria está tendo um forte impulso em vários campos, e a Rússia quer trabalhar com a China para desenvolver ainda mais as relações.

Em setembro, o presidente russo, Vladimir Putin, elogiou os fortes laços econômicos com Pequim, observando que em 2021 o comércio Rússia-China atingiu um recorde de US$ 146 bilhões.

CONSULTE MAIS INFORMAÇÃO:
Exportações de carvão da Rússia mudam para a China

No início deste ano, o embaixador de Pequim em Moscou expressou esperança de que o comércio bilateral chegue a US$ 200 bilhões este ano. Ele enfatizou que a cooperação econômica está apresentando excelentes resultados, apesar dos desafios decorrentes da pandemia de Covid-19, da recessão econômica global e das difíceis situações internacionais e regionais.

Para mais histórias sobre economia e finanças, visite a seção de negócios da RT

Você pode compartilhar esta história nas redes sociais:

Verificado por RJ983

Conteúdo traduzido

Ver fonte