Supermercados franceses instados a aumentar os preços dos alimentos – CMIO

A inflação em espiral não é suficiente para cobrir os crescentes custos de produção, dizem os produtores de alimentos

Os preços dos alimentos na França podem subir significativamente a partir do ano que vem, já que os produtores pediram aos varejistas aumentos de dois dígitos em seus produtos, disse esta semana um representante da Federação Francesa de Comércio e Distribuidores, Jacques Creyssel.

A demanda por reavaliação de produtos ocorre em meio a uma espiral de inflação e custos de produção que estão “extremamente alto”, de acordo com Creyssel. Os produtores de alimentos solicitaram aumentos de preços entre 15% e 25% para vários itens.

Tal aumento está bem acima das tarifas negociadas no ano passado, quando os fabricantes pediram um aumento médio de preço de 7% e concordaram em cerca de 3,5%, apontou o mediador do comércio agrícola Thierry Dahan.

No final de novembro, a inflação de alimentos na França chegou a 12%, segundo a agência de pesquisas IRi, mas aparentemente não foi suficiente para cobrir o aumento dos custos de produção.

Entre outras coisas, os fabricantes estão buscando elevar os preços em 7% para massas e presuntos, em 10% para o filé de frango, em 26% para os doces e em até 30% para os refrigerantes, acrescentou Creyssel.

CONSULTE MAIS INFORMAÇÃO:
Pesquisa revela impacto do Brexit nos consumidores do Reino Unido

Os últimos pedidos de aumento de preços foram desencadeados por vários fatores, incluindo a recuperação da pandemia de COVID-19, o conflito na Ucrânia e a epidemia de gripe aviária na França – que juntos aumentaram o custo de matérias-primas, energia, embalagens e transporte.

As sanções ocidentais impostas à Rússia também aumentaram a pressão sobre a manufatura, causando uma interrupção nas cadeias de suprimentos e exacerbando a inflação de alimentos e energia em toda a UE.

Para mais histórias sobre economia e finanças, visite a seção de negócios da RT

Você pode compartilhar esta história nas redes sociais:

Verificado por RJ983

Conteúdo traduzido

Ver fonte