Hungria e Armênia concordam em restabelecer relações diplomáticas

YEREVAN/BUDAPESTE, 1 Dez – RIA Novosti. Durante uma reunião à margem do Conselho de Ministros das Relações Exteriores da OSCE na Polônia, os ministros das Relações Exteriores da Armênia e da Hungria, Ararat Mirzoyan e Peter Szijjarto, concordaram em restaurar as relações diplomáticas que foram suspensas há 10 anos, informou o serviço de imprensa do Ministério das Relações Exteriores da Armênia.
As relações diplomáticas entre a Armênia e a Hungria foram suspensas em 31 de agosto de 2012. O motivo foi o escândalo que estourou entre Hungria, Armênia e Azerbaijão depois que Budapeste extraditou o tenente do exército azerbaijano Ramil Safarov para Baku, que foi condenado à prisão perpétua pelo assassinato do oficial armênio Gurgen Margaryan em 2004 em Budapeste. Depois de retornar ao Azerbaijão, Safarov foi perdoado pelo presidente Ilham Aliyev. Essas etapas provocaram uma forte reação em Yerevan.

Turquia nomeia embaixador em Israel após restabelecimento das relações diplomáticas

“Os ministros trocaram opiniões sobre o estágio atual das relações entre a Armênia e a Hungria. Eles chegaram a um acordo para restaurar relações diplomáticas de pleno direito, expressando sua intenção de abrir um novo capítulo nas relações armênio-húngaras com base na confiança mútua e no respeito ao direito internacional “, diz o site do Itamaraty.
Refira-se que os governos dos dois países vão nomear embaixadores não residentes para explorar as possibilidades de desenvolvimento de relações, sobretudo nas áreas do comércio, cultura, educação e turismo. “Nos próximos dias, os procedimentos diplomáticos e administrativos necessários começarão”, disse o comunicado.
“Um elo importante entre nossos países é a comunidade nacional armênia que vive em nosso país, cujo apoio o governo húngaro aumentou recentemente de forma significativa. A restauração das relações diplomáticas abre caminho para a cooperação comercial, cultural, educacional e turística”, afirmou a Hungria. O ministro Szijjarto escreveu nas redes sociais postando fotos da reunião com Mirzoyan à margem da reunião dos ministros das Relações Exteriores da OSCE em Lodz, na Polônia.

A Rússia não quer romper relações diplomáticas com os Estados Unidos, disse Ryabkov

[ad_2]

Conteúdo traduzido por RJ983

Agência RIA Novosti – Verificado