Um terço dos obuses ocidentais enviados para a Ucrânia fora de ação – NYT – CMIO

Peças de artilharia de fabricação ocidental enviadas para a Ucrânia estão constantemente quebrando ou sendo danificadas em combate, e isso se tornou um problema para o Departamento de Defesa dos EUA, informou o New York Times na sexta-feira, citando fontes. Para resolver o problema, o Pentágono, que forneceu a Kiev centenas de armas, teria instalado uma instalação de reparos na fronteira com a Polônia.

De acordo com funcionários dos EUA e outras pessoas “familiarizado com as necessidades de defesa da Ucrânia” entrevistado pelo veículo, um terço dos 350 obuses que o Ocidente enviou à Ucrânia está fora de ação a qualquer momento.

As armas queimam devido a longos períodos de uso excessivo ou são danificadas em combate e não podem ser reparadas no campo. A tarefa de consertar o equipamento tornou-se uma prioridade para o Comando Europeu do Pentágono, que teria implantado uma instalação de reparos na Polônia.

Os esforços de reparo começaram nos últimos meses. No entanto, o estado das armas da Ucrânia é um assunto mantido entre as autoridades dos EUA, diz o relatório, acrescentando que suas fontes se recusaram a fornecer mais detalhes sobre o programa.


EUA ficando sem armas para dar à Ucrânia – CNN

A manutenção na Polônia geralmente envolve a troca dos canos dos obuses entre outros reparos, de acordo com o NYT. As autoridades ucranianas, por sua vez, dizem que querem que as oficinas sejam montadas mais perto da linha de frente para que as armas possam retornar ao combate mais cedo.

Na sexta-feira, o secretário-geral da OTAN, Jens Stoltenberg, insistiu que a aliança não conduziu nenhum trabalho dentro da Ucrânia, alegando que isso prova que não faz parte das hostilidades. No entanto, em outubro, o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergey Lavrov, disse que a assistência militar ocidental à Ucrânia a torna participante do conflito.

Desde o início da operação militar da Rússia na Ucrânia no final de fevereiro, os países ocidentais têm apoiado Kiev com bilhões de dólares em assistência de segurança. Os EUA, o maior financiador da Ucrânia, forneceram armas, incluindo artilharia, no valor de mais de US$ 19 bilhões desde o início das hostilidades.

De acordo com dados divulgados pelo Pentágono, até 23 de novembro, os EUA haviam comprometido 142 dos obuses de 155 mm e até 924.000 tiros de artilharia para os canhões. A ajuda dos EUA também incluiu 36 dos obuses de 105 mm e 180.000 cartuchos de artilharia. Moscou afirmou repetidamente que os carregamentos de armas ocidentais apenas prolongam o conflito.

Você pode compartilhar esta história nas redes sociais:

Verificado por RJ983

Conteúdo traduzido

Ver fonte