Mundo

EUA esclarecem plano de teto de preço do petróleo russo – CMIO

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report






O Departamento do Tesouro divulgou novas diretrizes para prestadores de serviços envolvidos no comércio de petróleo russo

O governo dos EUA emitiu novas regras para as empresas envolvidas no comércio, transporte e seguro do petróleo russo, insistindo que enfrentarão penalidades a menos que cumpram um teto de preço ocidental que visa reduzir as receitas de energia de Moscou.

A orientação política do Departamento do Tesouro publicada na terça-feira permite que os provedores de serviços americanos continuem negociando com petróleo russo apenas se for “comprado no limite de preço ou abaixo dele” cujo nível exato ainda não foi decidido. O departamento afirmou que o limite, previsto para entrar em vigor em 5 de dezembro, visa “manter um suprimento confiável de petróleo para o mercado global” penalizando a Rússia pelo conflito na Ucrânia.

As novas diretrizes se aplicam a empresas de vários setores relacionados, incluindo remessa, comércio de commodities, finanças, seguros, bandeira e despacho aduaneiro. Aqueles que violarem o esquema de teto de preços podem enfrentar penalidades do Escritório de Controle de Ativos Estrangeiros. A orientação esclarece que os prestadores de serviços não serão penalizados caso o óleo seja embarcado antes do prazo e chegue ao destino até 19 de janeiro.


Yellen descreve plano dos EUA para prender a Rússia no petróleo

Os fornecedores americanos também serão proibidos de importar petróleo russo para os Estados Unidos – uma decisão tomada no início deste ano, antes das discussões sobre um teto de preço. Uma proibição da UE às importações marítimas de petróleo russo também está prevista para 5 de dezembro.

Um alto funcionário do Tesouro disse a repórteres que Washington espera que outros países da chamada ‘Price Cap Coalition’, formada pelos Estados Unidos, nações do G7, União Européia e Austrália, emitam regras semelhantes nos próximos dias, juntando-se aos EUA e o Reino Unido, que já divulgou sua própria orientação na segunda-feira.

Moscou alertou repetidamente que simplesmente deixará de fazer negócios com aqueles que cumprem o esquema, insistindo que os preços não podem ser estabelecidos por ditames ocidentais.

“O preço deve ser formado pelo mercado com base no equilíbrio entre oferta e demanda… Esse é um péssimo precedente que pode a qualquer momento se estender a outros fornecedores, a todo o comércio global”, O vice-primeiro-ministro russo, Aleksandr Novak, alertou no mês passado.

CONSULTE MAIS INFORMAÇÃO:
EUA estabelecem condições para Índia comprar petróleo russo

Alguns grandes compradores de petróleo russo, como Índia e China, se recusaram a cumprir o esquema e recentemente aumentaram as importações de energia, apesar da pressão dos EUA para romper os laços econômicos com Moscou. O efeito geral do próximo teto de preço ainda não foi visto, já que novos clientes alternativos e seguradoras estrangeiras, bem como a grande frota de navios-tanque da Rússia, poderiam ajudá-la a contornar o limite e, finalmente, reduzir a dependência de compradores ocidentais.

Você pode compartilhar esta história nas redes sociais:

Verificado por RJ983

Conteúdo traduzido

Ver fonte

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report






Mostrar mais

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.