Mundo

'Turquia quebra compromissos', diz MRE sírio ante missões turcas e promete fazer tudo por autodefesa

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report







Damasco tomará todas as medidas necessárias para defender seu território e garantir a segurança, disse o vice-ministro das Relações Exteriores da Síria, Ayman Susan, hoje (23), ao comentar a operação aérea da Turquia no norte do país.
“A Síria fará tudo o que for necessário para defender suas fronteiras e garantir a integridade de seu território. Fará isso de acordo com as normas do direito internacional que conferem legitimidade”, disse Susan em Astana, capital do Cazaquistão, onde a 19ª rodada de consultas sobre a Síria acontece nesta semana.
Na noite de 19 para 20 de novembro, Ancara lançou uma série de ataques aéreos no norte do território sírio contra instalações de milícias sírio-curdas e iraquiano-curdas associadas ao Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PPK), classificado na Turquia como terrorista.
“O problema é que a Turquia quebra seus compromissos apesar de tê-los aprovado […]. É um problema do qual todos os participantes nas consultas, incluindo os países garantidores, estão falando. Eles estão tentando convencer a Turquia de que suas ações são inaceitáveis porque levam a uma escalada de tensão na Síria e na região em geral”, observou Susan.
O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, descreveu a operação, chamada Sword-Claw (Garra de Espada, na tradução), como bem-sucedida e não descartou a possibilidade de uma operação terrestre.
Panorama internacional

Após ataques aéreos, Turquia poderia realizar operação terrestre na Síria, diz mídia

Também hoje (23), Erdogan declarou que operações aéreas turcas contra curdos na Síria e no Iraque “são apenas o começo”, conforme noticiado.
As consultas de Astana, realizadas de 22 a 23 de novembro na capital cazaque, contam com a participação das delegações dos países garantes do processo – Rússia, Turquia e Irã, além de representantes das Nações Unidas e países observadores.



Este conteúdo foi verificado por RJ-2309 RJ-0292 RJ-0958

CMIO confirmou esta notícia. Fonte;

Via Sputnik News- IMG Autor

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report






Mostrar mais

CMIO

Conselho de Mídia Independente - Grupo independente, de atuação jornalística; baseado em SP. Replica e elabora conhecimentos e assuntos de utilidade pública.

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.