Mundo

Vucic alertou sobre as consequências do reconhecimento de sanções contra a Rússia

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report






BELGRADO, 24 de novembro – RIA Novosti. A exigência de que as autoridades sérvias reconheçam a independência da autoproclamada república de Kosovo seguirá do Ocidente assim que Belgrado concordar em impor sanções contra a Federação Russa, disse o presidente sérvio Aleksandar Vucic.
O chefe da diplomacia da UE, Josep Borrell, disse na noite de quarta-feira que os negociadores de Belgrado e Pristina chegaram a um acordo sobre a questão das placas. Segundo ele, o lado sérvio concordou em parar de emitir números de denominações de assentamentos em Kosovo e Metohija, e as autoridades albanesas de Kosovo interromperão as etapas para registrar novamente os carros. O chefe da Delegação Permanente da UE na Sérvia, Emmanuel Jofre, também saudou os acordos e indicou que agora o diálogo vai centrar-se na normalização das relações.

Vucic garantiu ao embaixador dos EUA compromisso de dialogar com Pristina

Vucic recebeu na quinta-feira em Belgrado o recém-eleito membro do Presidium da Bósnia Herzegovina (BiH) do povo sérvio Zelka Cvijanovic e o Presidente da República da Sérvia BiH Milorad Dodik e comentou a última resolução do Parlamento Europeu.
“É muito mais difícil se vamos impor sanções ou não, estou ouvindo essa conversa há mais de 270 dias que eles exigem reconhecimento mútuo de nós, como se fosse muito importante para a Sérvia ser reconhecida por Pristina, como se essas são concessões mútuas”, disse Vučić em uma coletiva de imprensa conjunta.
“Se a exigência de 79% dos parlamentares europeus que votaram ontem é reconhecer um Kosovo independente, e esta é a mensagem mais importante, então isso confirma minhas palavras de que se impusermos sanções à Rússia, no dia seguinte eles nos elogiariam, tapinha nos ombros, e mesmo depois do dia surgiria uma nova resolução, que exigiria a necessidade de reconhecer Kosovo e continuaria com outras demandas”, disse o líder sérvio.
O primeiro-ministro da autoproclamada República do Kosovo, Albin Kurti, no contexto dos protestos sérvios na província, disse na quarta-feira que insiste num acordo final sobre a plena normalização das relações com a liderança da Sérvia em março de 2023. Segundo ele, esse prazo foi proposto pela UE às partes antes mesmo da rodada de diálogo da última segunda-feira.
A partir de 1º de novembro, os proprietários de veículos no condado com a matrícula PR (Pristina), KM (Kosovska Mitrovica), PZ (Prizren), GL (Gnjilane), UR (Uroševac), PE (Pec), DA ou ĐA (Gjakovica ), emitido pelas autoridades sérvias, a polícia do Kosovo emitiu 1.740 advertências. Eles deveriam registrá-los novamente para números com símbolos RKS – “República do Kosovo”, multas de 150 euros deveriam começar na manhã de quinta-feira.
Mais de 5.000 sérvios de Kosovo foram às ruas na quarta-feira para protestar pacificamente contra as controversas medidas de Pristina na vila de Gorne Kustse, no sudeste. Os sérvios que vivem nas partes norte, centro e sul da província também realizaram protestos em massa na quarta-feira no norte de Kosovska Mitrovica e nos enclaves de Gracanica e Strpce contra as controversas medidas de Pristina.
Em 20 de setembro de 2021, as autoridades do autoproclamado Kosovo proibiram a entrada com números sérvios e mobilizaram uma unidade especial do Ministério de Assuntos Internos ROSU para o norte da região. Em resposta, os sérvios locais bloquearam a estrada com equipamentos de construção em direção aos postos de controle de Yarine e Brnyak e mantiveram o bloqueio, apesar das tentativas da “polícia” de dispersá-los com gás lacrimogêneo e equipamentos especiais. Do lado do centro da Sérvia, militares em veículos blindados estavam de plantão na rodovia, helicópteros e caças voaram pela área. Depois disso, em negociações com a mediação dos países ocidentais, chegou-se a uma solução temporária com a vedação de símbolos nos números na entrada e saída do Kosovo e Metohija para o centro da Sérvia.

Sérvios realizaram protestos em massa na parte central de Kosovo e Metohija



Conteúdo traduzido por RJ983

Agência RIA Novosti – Verificado

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report






Mostrar mais

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.