Mundo

Kanye West retorna ao Twitter – CMIO

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report






O Twitter restabeleceu a conta de Kanye “Vós” West, restaurando a voz do rapper nas redes sociais. A notícia veio no domingo, logo após o ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ser retirado da lista negra da plataforma.

“Testar, testar” West twittou. “Ver se meu Twitter está desbloqueado.” A postagem aparentemente foi vista por outros usuários do Twitter, atraindo mais de 600.000 curtidas em cinco horas e uma avalanche de respostas.

A conta do Twitter de West estava restrita desde 9 de outubro, impedindo-o de postar novas mensagens, depois que ele disse que iria embora “Death con 3 sobre o povo judeu. O engraçado é que, na verdade, não posso ser anti-semita porque os negros também são judeus. Vocês brincaram comigo e tentaram rejeitar qualquer um que se opusesse à sua agenda.

West tem quase 32 milhões de seguidores no Twitter. O rapper e empresário da moda tem sido observado de perto como um indicador de como o bilionário Elon Musk transformará dramaticamente a plataforma depois de adquirir a empresa por US$ 44 bilhões no mês passado. Musk prometeu fazer do Twitter um bastião da liberdade de expressão, dizendo que era “importante para o futuro da civilização” ter uma praça digital onde uma ampla gama de crenças pudesse ser discutida.

Musk trouxe de volta a conta de Trump no site no sábado, 22 meses depois que o então presidente foi banido das plataformas de mídia social após o motim no Capitólio dos EUA. O CEO da Tesla havia conduzido uma pesquisa no Twitter sobre se Trump deveria ter permissão para retornar. A pesquisa atraiu mais de 15 milhões de votos, 51,8% dos quais a favor da reintegração. No entanto, Trump disse que não “ver qualquer motivo” para voltar a usar o Twitter, pois conquistou muitos seguidores em sua própria plataforma, Truth Social.

CONSULTE MAIS INFORMAÇÃO:
Trump hesita em voltar ao Twitter

O retorno de West à plataforma ocorreu no mesmo dia em que a estrela da NBA Kyrie Irving foi autorizada a voltar ao tribunal após uma suspensão por postar um link para um documentário contendo material anti-semita. Ele inicialmente se recusou a se desculpar ou a proclamar aos repórteres que não tinha crenças anti-semitas.

CONSULTE MAIS INFORMAÇÃO:
Astro do basquete se defende após postagem sobre filme antissemita

Você pode compartilhar esta história nas redes sociais:



Verificado por RJ983

Conteúdo traduzido

Ver fonte

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report






Mostrar mais

CMIO

Conselho de Mídia Independente - Grupo independente, de atuação jornalística; baseado em SP. Replica e elabora conhecimentos e assuntos de utilidade pública.

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.