Mundo

País da UE faz prisões após atentado de Istambul – CMIO

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report






Cinco pessoas foram detidas na Bulgária em conexão com um atentado fatal no centro de Istambul, disse Siyka Mileva, porta-voz do gabinete do procurador-geral búlgaro, no sábado.

Segundo a emissora BNT, três dos detidos são cidadãos moldavos. Os outros dois, um homem e uma mulher, são de “Origem árabe”. Todos foram acusados ​​de ajudar o perpetrador do ataque a fugir de Türkiye, oferecendo apoio logístico e comunicação.

Uma bomba explodiu em uma rua turística popular na maior cidade de Türkiye no domingo, matando seis pessoas e ferindo mais de 80.

As autoridades turcas disseram que o Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), um grupo curdo listado como organização terrorista por Türkiye, EUA e UE, foi o responsável pelo ataque. O PKK negou qualquer envolvimento.

Na sexta-feira, um tribunal em Istambul autorizou a prisão de 17 suspeitos pendentes de julgamento, incluindo uma mulher síria chamada Ahlam Albashir, acusada de plantar explosivos no local.

CONSULTE MAIS INFORMAÇÃO:
Türkiye divulga imagens de suspeito de atentado em Istambul

A mídia turca informou que a polícia de Istambul deteve no sábado mais oito pessoas em conexão com a explosão. Foi dito que dois dos suspeitos ajudaram Albashir e outro suposto perpetrador a entrar ilegalmente no país.

Você pode compartilhar esta história nas redes sociais:

Verificado por RJ983

Conteúdo traduzido

Ver fonte

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report






Mostrar mais

CMIO

Conselho de Mídia Independente - Grupo independente, de atuação jornalística; baseado em SP. Replica e elabora conhecimentos e assuntos de utilidade pública.

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.