Mundo

Türkiye faz prisões em caso de explosão em Istambul – CMIO

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report






Os suspeitos estão entre as 49 pessoas detidas em conexão com o ataque a bomba da semana passada e incluem o suposto autor da bomba

Um total de 17 pessoas foram colocadas em prisão preventiva por ordem judicial em conexão com a explosão do último domingo que abalou a icônica Avenida Istiklal, um dos principais centros turísticos de Istambul, informou a agência de notícias Anadolu na sexta-feira.

A lista inclui uma mulher, Ahlam Albashir, acusada pelas autoridades turcas de ter colocado a bomba. Ela foi previamente identificada por autoridades turcas como uma cidadã síria que supostamente agia em nome do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), um grupo militante designado como organização terrorista por Türkiye e algumas outras nações.

Nenhum grupo reivindicou a autoria do ataque até agora. Os detidos estavam entre as 49 pessoas detidas pela polícia por suposto envolvimento no atentado, disse Anadolu, acrescentando que 29 suspeitos foram deportados por ordem do Ministério Público turco. Três pessoas também foram libertadas sob fiança.


Türkiye divulga imagens de suspeito de atentado em Istambul

Os suspeitos são acusados ​​de “destruindo a unidade e a integridade do estado”, “assassinato deliberado”, “tentativa deliberada de matar” e “auxiliar deliberadamente no assassinato”, de acordo com Anadolu. Além de Albashir, a identidade de mais dois suspeitos foi revelada pela agência de notícias. Um deles é identificado como Bilal H., que ainda está foragido.

Outro é Ferhat H., proprietário de uma oficina no distrito de Esenler, em Istambul, que hospedou Albashir e Bilal H. em sua casa por algum tempo, segundo a Anadolu. Ele também é acusado de ter ligações com o PKK e espalhar “propaganda terrorista” nas redes sociais. Mais cedo, o ministro do Interior, Suleyman Soylu, disse que o suposto organizador do ataque a bomba foi capturado antes que pudesse deixar o país. Sua identidade não foi revelada.

A explosão no domingo matou seis pessoas e deixou 81 feridos. Dois deles ainda estão em estado crítico, disse Anadolu, citando fontes de segurança. O Consulado Geral da Rússia em Istambul disse na segunda-feira que três cidadãos russos estavam entre os feridos no ataque a bomba, embora suas vidas não estejam em perigo.

Você pode compartilhar esta história nas redes sociais:

Verificado por RJ983

Conteúdo traduzido

Ver fonte

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report






Mostrar mais

CMIO

Conselho de Mídia Independente - Grupo independente, de atuação jornalística; baseado em SP. Replica e elabora conhecimentos e assuntos de utilidade pública.

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.