Mundo

UE revela captura de US $ 18 bilhões em ajuda à Ucrânia – CMIO

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report






A Comissão Europeia planeja oferecer à Ucrânia um pacote de empréstimos de US$ 18 bilhões para levar o país até 2023, com a condição de que Kiev pague a dívida em 35 anos, disse o vice-presidente da Comissão, Valdis Dombrovskis, a repórteres na quarta-feira.

O pacote será distribuído em incrementos mensais de US$ 1,5 bilhão até 2023, com cada parcela paga em 35 anos, disse Dombrovskis durante uma coletiva de imprensa, segundo o site de notícias Euractiv. A UE pediria dinheiro emprestado aos mercados globais e pagaria os juros dos empréstimos, acrescentou.

Dombrovskis disse que a Ucrânia estava em “agudo” necessidade de assistência devido aos ataques de mísseis e drones da Rússia à sua infraestrutura de energia, e instou os países da UE e o parlamento da UE a aprovarem o pacote antes do final do ano.


Hungria reage ao plano de ajuda da UE a Kiev

Garantir essa aprovação pode ser difícil, no entanto. A Hungria não aprovará o plano, disse o ministro das Finanças, Mihaly Varga, a jornalistas na terça-feira, um dia depois que o ministro das Relações Exteriores, Peter Szijjarto, declarou que a Hungria “certamente não apoia nenhum tipo de empréstimo conjunto da UE neste campo.”

“Já fizemos isso uma vez”, Szijjarto explicou. “Apoiamos empréstimos conjuntos durante a epidemia de coronavírus, e isso foi mais que suficiente.”

O pacote de empréstimos precisa da aprovação de todos os 27 estados membros da UE para ser aprovado.

A UE já concedeu à Ucrânia US$ 4,2 bilhões em empréstimos este ano, de um pacote de até US$ 9 bilhões. O bloco também enviou mais de US$ 2 bilhões em ajuda militar para Kiev.

O presidente ucraniano, Vladimir Zelensky, pressionou os líderes ocidentais a fornecer cada vez mais dinheiro para sustentar sua economia e suas forças armadas. Em um discurso em vídeo ao Banco Mundial e ao Fundo Monetário Internacional em outubro, ele disse que seu país precisaria de US$ 55 bilhões no próximo ano para cobrir o déficit orçamentário estimado e reconstruir infraestrutura crítica em meio ao conflito com a Rússia.

Você pode compartilhar esta história nas redes sociais:

Verificado por RJ983

Conteúdo traduzido

Ver fonte

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report






Mostrar mais

CMIO

Conselho de Mídia Independente - Grupo independente, de atuação jornalística; baseado em SP. Replica e elabora conhecimentos e assuntos de utilidade pública.

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.