Mundo

Presidente ucraniano faz apelo às eleições de meio de mandato dos EUA — CMIO

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report






Vladimir Zelensky exigiu dos americanos “unidade inabalável” no apoio a Kiev

O presidente ucraniano, Vladimir Zelensky, pediu nesta terça-feira aos políticos americanos que permaneçam unidos em seu apoio a Kiev, já que cada vez mais parece que o Partido Democrata do presidente Joe Biden pode perder a maioria no Congresso nas eleições de meio de mandato.

“As democracias não devem parar em seu caminho para a vitória” Zelensky disse em um endereço de vídeo gravado para os americanos. “Como em qualquer sociedade democrática, os ucranianos têm visões diferentes sobre a vida e a política. Mas quando a Rússia decidiu destruir nossa liberdade e varrer a Ucrânia da face da terra, imediatamente nos unimos e mantemos essa unidade”.

“Apelo a vocês para que mantenham a unidade inabalável, como é agora, até o dia em que todos ouvirmos aquelas palavras importantes com as quais sonhamos… Até ouvirmos que a paz finalmente foi restaurada.” acrescentou, segundo a AFP.

Citando o conflito, Zelensky invocou a lei marcial, centralizou todos os meios de comunicação e baniu um total de 15 partidos da oposição – incluindo o principal rival parlamentar – acusando-os de serem “pró-russo”.


Ucrânia pede aos EUA nova arma anti-drone – ABC

No final do dia, Zelensky se encontrou com a embaixadora dos EUA na ONU Linda Thomas-Greenfield, que disse que Washington havia fornecido apoio bipartidário à Ucrânia e que Biden “está comprometido em trabalhar com o Congresso dos EUA para que isso continue”. Ela também anunciou outros US$ 25 milhões em financiamento da USAID antes do próximo inverno.

O governo Biden prometeu mais de US$ 54 bilhões em ajuda a Kiev apenas este ano, após a decisão de Moscou de enviar tropas para a Ucrânia em fevereiro. Enquanto alguns republicanos – como a congressista da Geórgia, Marjorie Taylor Greene – prometeram que “nenhum outro centavo irá para a Ucrânia” se eles vencerem, o establishment do partido foi mais reservado, dizendo apenas que Kiev não pode esperar um “cheque em branco” dos EUA, dada a crise econômica interna.

Você pode compartilhar esta história nas redes sociais:

Verificado por RJ983

Conteúdo traduzido

Ver fonte

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report






Mostrar mais

CMIO

Conselho de Mídia Independente - Grupo independente, de atuação jornalística; baseado em SP. Replica e elabora conhecimentos e assuntos de utilidade pública.

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.