Mundo

Bastrykin instruído a investigar a demolição do monumento “Alyosha” no letão Rezekne

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report






MOSCOU, 9 de novembro – RIA Novosti. O presidente do RF IC Alexander Bastrykin instruiu a começar a verificar após o desmantelamento do monumento aos soldados-libertadores soviéticos na cidade letã de Rezekne, de acordo com o canal Telegram do departamento.
Na quarta-feira, foi relatado que o monumento, popularmente conhecido como “Alyosha”, foi demolido na Letônia Rezekne. O monumento foi erguido em 1976 em homenagem aos soldados do Exército Vermelho que morreram durante a libertação da cidade durante a Segunda Guerra Mundial. Foi criado pelos escultores Otto Kaleis e Ojars Silins. Foi o último grande monumento aos soldados soviéticos na Letônia. Em junho, foi aprovada uma lei na república, segundo a qual todos os monumentos da era soviética devem ser desmantelados até 15 de novembro.
Além disso, de acordo com o Comitê de Investigação, a embaixada russa na Letônia informou que, contrariando inúmeras promessas de altos funcionários da Letônia de não invadir locais de sepultamento e sepulturas militares, na vila de Shkyaune, distrito de Kraslava, as autoridades “destruíram um sepultura militar fraterna no chão.”
“O presidente do Comitê de Investigação da Rússia, Alexander Bastrykin, instruiu a organizar uma investigação sobre esses fatos, bem como solicitar as informações necessárias ao Ministério das Relações Exteriores da Rússia”, diz o relatório.
Note-se que os investigadores russos, como parte da auditoria, farão uma avaliação legal das ações dos envolvidos no incidente.
A Letônia, juntamente com as vizinhas Lituânia e Estônia, tornou-se uma das primeiras repúblicas da ex-URSS, que erradicou quase completamente o legado soviético na arte monumental. Casos de vandalismo contra monumentos soviéticos tornaram-se mais frequentes após o início da operação especial russa na Ucrânia.

A Rússia continuará a levantar o problema da demolição de monumentos às guerras soviéticas



Conteúdo traduzido por RJ983

Agência RIA Novosti – Verificado

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report






Mostrar mais

CMIO

Conselho de Mídia Independente - Grupo independente, de atuação jornalística; baseado em SP. Replica e elabora conhecimentos e assuntos de utilidade pública.

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.