Mundo

Banqueiros globais ‘muito pró-China’ – UBS – CMIO

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report






Os investidores estão ansiosos pela reabertura do mercado chinês após o bloqueio zero Covid, diz o maior gestor de fundos do mundo

Os banqueiros de investimento internacionais estão otimistas com a economia chinesa, apesar das notícias preocupantes da mídia ocidental, disse o presidente do UBS Bank, Colm Kelleher, na quarta-feira.

Kelleher falava no Global Financial Leaders Investment Summit em Hong Kong, que reuniu mais de 200 banqueiros e investidores de 20 países, após mais de dois anos e meio de restrições à Covid. Hong Kong está agora buscando aumentar seu status como um centro financeiro internacional.

“Não estamos lendo a imprensa americana, na verdade compramos o [China] história,” disse ele, conforme citado pelo Financial Times. “Mas é um pouco de esperar que o Covid-zero se abra na China para ver o que vai acontecer.”

Segundo o FT, a referência de Kelleher à mídia foi “uma aparente piada e um aceno de cabeça” a comentários anteriores feitos por Fang Xinghai, vice-presidente da Comissão Reguladora de Valores Mobiliários da China.

Fang, juntamente com outras autoridades chinesas, usou entrevistas em vídeo pré-gravadas para tranquilizar os investidores internacionais sobre a força econômica do país. Ele disse aos participantes: “Eu aconselharia os investidores internacionais a descobrirem o que realmente está acontecendo na China e qual é a real intenção do nosso governo por eles mesmos. Não leia muito da mídia internacional.”

Os comentários de Fang, que vieram após uma venda recorde de ações chinesas na semana passada, após a consolidação do poder do presidente Xi Jinping, provocaram risos e aplausos da platéia. “Não aposte contra a China e Hong Kong” ele adicionou.


Ações chinesas e slide da moeda

Na semana passada, o mercado de ações chinês teve seu pior dia desde a crise financeira global de 2008, com o yuan atingindo uma nova baixa de 14 anos em relação ao dólar americano, enquanto Xi garantiu seu terceiro mandato e realizou uma grande remodelação de liderança.

A forte venda foi desencadeada por preocupações de que vários altos funcionários que apoiaram as reformas do mercado e a abertura da economia estavam faltando na nova equipe principal. Isso despertou preocupações dos investidores sobre a direção futura do país e suas relações com os EUA.

Para mais matérias sobre economia e finanças, visite a seção de negócios da RT

Você pode compartilhar esta história nas redes sociais:

Verificado por RJ983

Conteúdo traduzido

Ver fonte

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report






Mostrar mais

CMIO

Conselho de Mídia Independente - Grupo independente, de atuação jornalística; baseado em SP. Replica e elabora conhecimentos e assuntos de utilidade pública.

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.