Mundo

O Ministério das Relações Exteriores do Irã acusou Kyiv de interromper a reunião sobre o suposto fornecimento de UAVs à Rússia

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report






MOSCOU, 5 de novembro – RIA Novosti. O ministro das Relações Exteriores do Irã, Hossein Amir Abdollahian, culpou Kyiv por interromper a reunião de especialistas iranianos e ucranianos sobre o suposto fornecimento de armas por Teerã a Moscou.
“Nós concordamos com o ministro das Relações Exteriores da Ucrânia Dmytro Kuleba – ed.) que se ele tiver alguma evidência documental do uso de drones iranianos pela Rússia contra a Ucrânia, ele terá que fornecê-los … uma reunião há duas semanas em um dos países europeus. Nossa delegação foi lá, no entanto, infelizmente, no 90º minuto de espera, a delegação ucraniana não apareceu”, disse Tasnim, citando Abdollahian.

Enviado do Irã considera ilegal investigação da ONU sobre UAVs na Ucrânia

Teerã nega categoricamente as alegações de que o Irã transferiu drones para a Rússia para uso no conflito na Ucrânia, disse o embaixador iraniano na ONU, Amir Saeed Iravani, a repórteres. O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores do Irã, Nasser Kanaani, negou as informações recém-aparecidas da mídia americana sobre o fornecimento de armas iranianas ao lado russo para uso em hostilidades na Ucrânia.
A representante oficial do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova, afirmou que o tema da compra de drones de combate da Rússia pelo Irã foi lançado artificialmente na mídia americana.

Polyansky alertou sobre medidas devido a investigações da ONU sobre “UAV do Irã”



Conteúdo traduzido por RJ983

Agência RIA Novosti – Verificado

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report






Mostrar mais

CMIO

Conselho de Mídia Independente - Grupo independente, de atuação jornalística; baseado em SP. Replica e elabora conhecimentos e assuntos de utilidade pública.

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.