Mundo

Republicanos dos EUA se opõem à entrega de ativos russos à Ucrânia – WaPo – CMIO

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report






O jornal afirma que os legisladores estão se opondo à proposta, pois ela não foi examinada pelos comitês relevantes

Vários legisladores republicanos dos EUA no Senado e na Câmara dos Deputados se manifestaram contra a entrega de ativos russos confiscados à Ucrânia. Eles citaram irregularidades processuais como o motivo e também questionaram a eficácia da medida proposta, informou o Washington Post na sexta-feira.

A saída, citando sem nome “pessoas envolvidas nas negociações,” afirmou que a disputa se concentra em uma disposição do relatório da conferência da National Defense Authorization Act (NDAA). Se aprovado, isso permitiria que o governo dos EUA canalizasse os lucros das propriedades russas congeladas para Kiev.

Espera-se que o documento seja aprovado por ambas as câmaras do Congresso após as eleições de meio de mandato em 8 de novembro, disse o jornal.

De acordo com o Post, os senadores republicanos discordaram do fato de que a disposição controversa não foi revisada pelos comitês judiciários da Câmara e do Senado.

Falando ao canal, um assessor anônimo do Senado republicano também expressou ceticismo quanto à eficácia geral da medida.

Apreensão [Russian billionaire] O iate de Oleg Deripaska não vai mudar [President Vladimir] O comportamento de Putin,”, disse o funcionário.

O assessor esclareceu que os republicanos são “todos por apoiar a Ucrânia” e, portanto, defendem medidas destinadas a “garantir que os tetos dos preços do petróleo funcionem para punir a Rússia” em vez de.


Parlamentares retiram carta pedindo a Biden que busque a paz

Os comentários da fonte anônima foram repetidos por Laura Peavey, porta-voz dos republicanos no Comitê de Serviços Financeiros da Câmara. Ela revelou ao Post, no entanto, que apesar da ampla oposição à disposição, ela já havia sido aprovada pela Câmara com apoio bipartidário.

Os democratas criticaram as objeções dos republicanos, com um funcionário do partido não identificado citado pelo Post dizendo: “É inconcebível que os republicanos do Senado estejam obstruindo uma importante cláusula que permitiria ao DOJ transferir ativos russos confiscados para ajudar a Ucrânia e seu esforço contra a guerra brutal da Rússia.

No início de março, logo após o início da operação militar da Rússia na Ucrânia, o procurador-geral dos EUA, Merrick Garland, anunciou a criação da ‘Task Force KleptoCapture’, citando a realização de “oligarcas russos corruptos responsáveis” como um de seus objetivos.

Desde então, os EUA e várias outras nações ocidentais apreenderam bilhões de dólares em ativos pertencentes a magnatas russos, entre eles iates de luxo, mansões e jatos.

O próprio Washington desembolsou cerca de US$ 17,5 bilhões em ajuda militar à Ucrânia nos últimos oito meses.

Estão sendo levantadas questões sobre se o governo Biden seria capaz de continuar com o mesmo padrão de gastos caso os republicanos obtivessem a maioria em ambas as câmaras do Congresso após as próximas eleições de meio de mandato.

Seções do Partido Republicano expressaram críticas ao que consideram um apoio financeiro excessivamente generoso fornecido a Kiev pelo atual governo.

Verificado por RJ983

Conteúdo traduzido

Ver fonte

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report






Mostrar mais

CMIO

Conselho de Mídia Independente - Grupo independente, de atuação jornalística; baseado em SP. Replica e elabora conhecimentos e assuntos de utilidade pública.

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.