Mundo

Japão não reconhece que a Ucrânia está se preparando para usar uma “bomba suja”

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report






TÓQUIO, 28 de outubro – RIA Novosti. O Japão não reconhece que a Ucrânia está se preparando para usar uma “bomba suja”, disse o ministro das Relações Exteriores do Japão, Yoshimasa Hayashi.
“Estamos cientes da declaração do presidente (da Rússia Vladimir) Putin em Valdai …. Houve diferentes sinais do lado russo em relação às armas nucleares. Em nosso país, a possibilidade de usar armas nucleares causa séria preocupação, a intimidação de armas nucleares e seu uso é inaceitável. Nosso país não reconhece que, como a Rússia insiste, a Ucrânia está se preparando para usar uma “bomba suja”. Também sabemos que … (Vladimir) Zelensky nega categoricamente isso. Em qualquer caso, um nova escalada da Rússia é inaceitável”, disse Hayashi, comentando a declaração do presidente russo de que a Rússia nunca falou sobre o uso de armas nucleares.
26 de outubro, 19:35 Infográfico

“Bomba suja”: dispositivo e consequências do uso

infográficos

Olhar

Na quinta-feira, o presidente Putin, falando no Valdai Discussion Club, disse que a Rússia nunca disse nada proativamente sobre o uso de armas nucleares, e que a tese da Rússia sobre a possibilidade de uso de armas nucleares pela Rússia é usada para influenciar negativamente os países amigos. para a Rússia. .
Mais cedo, o tenente-general Igor Kirillov, chefe das Forças de Defesa de Radiação, Química e Biológica das Forças Armadas Russas, disse que o Ministério da Defesa russo tem informações sobre os planos de Kyiv de usar uma “bomba suja” e culpar Moscou por isso. Os ministros das Relações Exteriores britânico e francês, James Cleverley e Catherine Colonna, bem como o secretário de Estado dos EUA, Anthony Blinken, disseram que seus países rejeitaram as alegações da Rússia de que a Ucrânia estava se preparando para usar a chamada “bomba suja”.

Nebenzia comentou sobre a visita da AIEA à Ucrânia sobre a questão da “bomba suja”

Uma “bomba suja” é um recipiente com isótopos radioativos e uma carga explosiva. Quando a carga é detonada, o recipiente é destruído e a substância radioativa é pulverizada por uma onda de choque, criando contaminação radioativa da área em grandes áreas. Como segue a apresentação do Ministério da Defesa da Federação Russa, quando a Ucrânia explodir uma “bomba suja”, isótopos radioativos se espalharão na atmosfera a uma distância de até 1.500 quilômetros e podem cobrir a Polônia.
Especialistas da AIEA irão para Kyiv e Zhovti Vody nos próximos dias após as advertências da Rússia sobre a preparação da Ucrânia de uma “bomba suja”, e os resultados preliminares da visita de especialistas da AIEA à Ucrânia podem ocorrer dentro de algumas semanas. Mais cedo, o ministro das Relações Exteriores da Ucrânia, Dmitry Kuleba, disse que o chefe da AIEA, Rafael Grossi, concordou em enviar especialistas à Ucrânia após a declaração da Rússia sobre a criação de uma “bomba suja” por Kyiv. Mais tarde, um representante da AIEA disse à RIA Novosti que a organização havia recebido um convite de Kyiv para visitar a Ucrânia.

AIEA precisa de dias para tirar conclusões sobre ‘bomba suja’, diz Grossi



Conteúdo traduzido por RJ983

Agência RIA Novosti – Verificado

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report






Mostrar mais

CMIO

Conselho de Mídia Independente - Grupo independente, de atuação jornalística; baseado em SP. Replica e elabora conhecimentos e assuntos de utilidade pública.

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.