Mundo

País africano ordena bloqueio parcial — CMIO

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report






O presidente de Uganda, Yoweri Museveni, anunciou as restrições depois que um surto de ebola matou 19

Uganda impôs bloqueios em dois distritos no sábado para conter um surto de ebola, que já matou 19 vidas, segundo o presidente Yoweri Museveni.

Durante um pronunciamento televisionado, o presidente alertou que, com 58 casos confirmados, existe o risco de que “O ebola pode se espalhar além de Uganda”.

Dada a gravidade do problema e para evitar uma maior disseminação e proteger vidas e meios de subsistência, o governo está tomando medidas extras que exigem ação de todos nós”, disse. disse o presidente.

As medidas incluem toque de recolher durante a noite, fechamento de mercados, locais de culto e entretenimento e restrição de movimento de entrada e saída dos distritos de Mubende e Kassanda. As escolas permanecerão abertas.

Todas essas medidas começarão com efeito imediato e durarão 21 dias, porque o período de incubação do Ebola é de até 21 dias”, disse. disse Museveni.

Ele ordenou que o Ministério da Saúde intensifique a vigilância e o rastreamento de contatos e mobilize recursos adicionais em dois distritos, acrescentando que a cidade de Kampala deve estar em “um modo de resposta” na sequência da descoberta de dois casos originários de Mubende.


Nação africana 'em alerta' sobre surto de ebola

O Ministério da Saúde confirmou o surto em 20 de setembro, dizendo que foi causado pela cepa sudanesa do vírus Ebola.

A cepa, para a qual não há vacinas ou medicamentos licenciados, já causou surtos em Uganda, Sudão do Sul e República Democrática do Congo.

A Nigéria anunciou medidas para evitar a propagação da doença do país em 4 de outubro, apesar de não fazer fronteira com Uganda.

O ebola é um vírus que geralmente começa com sintomas como febre, dor de garganta, dores musculares e dor de cabeça, muitas vezes seguidas de vômitos, diarreia, erupção cutânea, diminuição da função renal e hepática e sangramento. A taxa média de letalidade da doença é de cerca de 50%, segundo a Organização Mundial da Saúde.

Um surto de Ebola em 2013-16 na África Ocidental custou mais de 11.000 vidas.

Você pode compartilhar esta história nas redes sociais:

Verificado por RJ983

Conteúdo traduzido

Ver fonte

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report






Mostrar mais

CMIO

Conselho de Mídia Independente - Grupo independente, de atuação jornalística; baseado em SP. Replica e elabora conhecimentos e assuntos de utilidade pública.

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.