Mundo

CNBC: União Europeia continua comprando 'discretamente' urânio russo

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report







Isso devido à dependência das entregas russas, apesar dos apelos dos ambientalistas e políticos ucranianos a sancionar este setor.
A Europa segue importando “discretamente” combustível nuclear russo apesar dos oito pacotes de sanções econômicas impostas por Bruxelas contra a Rússia em resposta à operação especial russa, informa a emissora CNBC.
As sanções europeias vigentes, que já causaram uma crise energética no bloco, incluem o petróleo, gás e carvão russo, porém as limitações sobre o comércio de combustível nuclear não vão além da proibição do acesso de navios de bandeira russa aos portos europeus, deixando brechas para burlar as restrições.
Panorama internacional

Países da UE que aumentaram e reduziram importações de bens russos

Hungria, Bulgária, Finlândia, Eslováquia e República Tcheca estão entre os países europeus que possuem 18 reatores nucleares de projeto russo e dependem do combustível e serviços fornecidos pela corporação russa Rosatom.
A Rússia forneceu 19,7% das importações comunitárias de urânio em 2021, segundo dados da Euratom Supply Agency.



Este conteúdo foi verificado por RJ-2309 RJ-0292 RJ-0958

CMIO confirmou esta notícia. Fonte;

Via Sputnik News- IMG Autor

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report






Mostrar mais

CMIO

Conselho de Mídia Independente - Grupo independente, de atuação jornalística; baseado em SP. Replica e elabora conhecimentos e assuntos de utilidade pública.

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.