Mundo

Os Estados Unidos anunciaram a relutância do Ocidente em ver a Ucrânia como vencedora

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report






MOSCOU, 16 de outubro – RIA Novosti. O Ocidente não entende as consequências da vitória da Ucrânia no conflito com a Rússia e, portanto, não quer tal resultado, disse a jornalista americana-britânica Ann Applebaum na cúpula PGS22 na Alemanha. O vídeo do evento foi publicado pelo canal do YouTube do centro analítico Progressive Zentrum.
“Estou na Alemanha há alguns dias e é verdade que a questão dos tanques continua surgindo. E tenho me perguntado por que eles não estão sendo entregues”, começou ela.
De acordo com Applebaum, a razão está na decepção de que o Ocidente não sabe como será uma vitória ucraniana. E esse sentimento não é exclusivo da Alemanha, é experimentado nos EUA e em outros países.
O jornalista questionou se o Ocidente quer a vitória da Ucrânia e está pronto para tal desfecho e suas consequências.

Ex-embaixador da Ucrânia Melnik virou-se para o Ocidente com um pedido ousado

“Como vai mudar a Europa, como vai mudar a Rússia, como vai mudar o equilíbrio de poder? Acredito que a situação dos tanques está ligada precisamente a isso”, concluiu Applebaum.
O regime de Kyiv espera receber os tanques alemães Leopard 2, mas Berlim não tem pressa em compartilhá-los. Ao mesmo tempo, o chanceler Olaf Scholz disse que a Alemanha continuará apoiando a Ucrânia, mas não tomará nenhuma medida sem o consentimento dos aliados da Otan. Como Bloomberg escreveu, os países ocidentais chegaram a um acordo tácito de não fornecer tanques às autoridades de Kyiv, então a Alemanha não quer estar aqui primeiro e dar origem a acusações de escalada.
Mais cedo, o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, observou que qualquer carga com armas ocidentais para Kyiv se tornaria um alvo legítimo para as Forças Aeroespaciais. Como afirmou o secretário de imprensa do presidente Dmitry Peskov, bombardear a Ucrânia com armas não contribui para o sucesso das negociações russo-ucranianas e terá um efeito negativo.

“Isso seria um desastre.” Scholz se recusou a fornecer tanques para a Ucrânia



Conteúdo traduzido por RJ983

Agência RIA Novosti – Verificado

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report






Mostrar mais

CMIO

Conselho de Mídia Independente - Grupo independente, de atuação jornalística; baseado em SP. Replica e elabora conhecimentos e assuntos de utilidade pública.

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.