Mundo

China lucra com sanções à Rússia – WSJ – CMIO

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report






As empresas de energia que têm contratos de longo prazo reexportam o excesso de gás dos EUA para a UE com um grande prêmio, afirma o canal

A China está revendendo gás natural liquefeito (GNL) dos EUA com menor demanda doméstica para estados europeus com problemas de energia para lucros maciços, informou o Wall Street Journal nesta semana.

Outrora o maior importador de GNL, a China agora exporta em grande escala.

Como a demanda doméstica por energia vem caindo nos últimos meses, a China começou a revender o excesso de GNL no mercado global, com Europa, Japão e Coreia do Sul entre os principais compradores.

Aproveitando as compras de baixo custo sob contratos de longo prazo, as empresas de energia chinesas estão vendendo GNL dos EUA para a Europa, colhendo “centenas de milhões de dólares por carga”.

A agência apontou que o número de navios de GNL dos EUA atracados na China de janeiro a agosto diminuiu de 133 registrados em um período do ano passado para apenas 19 durante o mesmo período deste ano.

Não apenas o gás americano está sendo vendido por Pequim, este ano a China também importou quase 30% mais gás da Rússia, e com um desconto significativo, escreveu a agência, citando dados de remessa. As importações de GNL da China da Rússia subiram em agosto para seu nível mais alto em pelo menos dois anos.

Em setembro, a planta de exportação de GNL Sakhalin-2 no Extremo Oriente da Rússia vendeu vários embarques para a China para entrega até dezembro por quase metade do preço spot atual, informou a Bloomberg, citando traders familiarizados com o assunto.

CONSULTE MAIS INFORMAÇÃO:
EUA enfrentam escassez de gás natural – Reuters

Como o fornecimento de gás da Rússia para a Europa caiu de 40% para 9%, as importações do combustível superrefrigerado para a UE aumentaram 60% ano a ano, apesar de serem muito mais caras do que as entregas por gasodutos.

Para mais matérias sobre economia e finanças, visite a seção de negócios da RT

Você pode compartilhar esta história nas redes sociais:

Verificado por RJ983

Conteúdo traduzido

Ver fonte

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report






Mostrar mais

CMIO

Conselho de Mídia Independente - Grupo independente, de atuação jornalística; baseado em SP. Replica e elabora conhecimentos e assuntos de utilidade pública.

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.