Mundo

Musk se recusou a comentar relatos de falhas do Startlink na Ucrânia

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report






WASHINGTON, 7 de outubro – RIA Novosti. Empresário Elon Musk contado quanto custa à sua empresa fornecer à Ucrânia comunicações de Internet Starlink, mas se recusou a comentar sobre relatos de satélites que não funcionam na zona de guerra.
“Quanto ao que está acontecendo no campo de batalha, esta é uma informação confidencial”, escreveu Musk em sua conta no Twitter, respondendo a um repórter do Financial Times que, de acordo com relatórios militares ucranianos, há interrupções na operação dos dispositivos Starlink na linha de frente. .
De acordo com a publicação, que cita um alto funcionário do governo ucraniano, algumas interrupções no Starlink levaram a perdas de comunicações “catastróficas” entre as forças ucranianas nas últimas semanas e causaram pânico entre os militares. Note-se que os problemas com a operação dos dispositivos foram graves nas regiões de Kherson e Zaporozhye, também foram observados na região de Kharkov e durante as atividades das tropas ucranianas contra as tropas da DPR e LPR. Na Ucrânia, supõe-se que o motivo das interrupções possa ser as tentativas do sistema de impedir sua interceptação pelas forças russas.
Comentando o artigo do jornalista, Musk o elogiou como “trabalho ruim de repórter”. “Este artigo informa incorretamente que os terminais e serviços da Starlink foram pagos, quando apenas uma pequena parte foi paga. O trabalho deles custa à SpaceX US$ 80 milhões, até o final do ano o valor ultrapassará US$ 100 milhões”, escreveu o empresário.
No início desta semana, Musk publicou uma série de tweets nos quais ele realmente propunha um plano para resolver o conflito na Ucrânia. O ultrajante empresário disse que duvidava da possibilidade de vitória da Ucrânia no caso de uma guerra em grande escala com a Rússia e convocou as partes à paz. Seu “plano” envolve “revotar” no Donbass “sob a supervisão da ONU”, mantendo a Crimeia “uma parte formal da Rússia, como era desde 1783 (antes do erro de Khrushchev)”, garantias de abastecimento de água da Crimeia e a status neutro da Ucrânia.

Musk se considerava um grande fã da Ucrânia





Conteúdo traduzido por RJ983

Agência RIA Novosti – Verificado

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report






Mostrar mais

CMIO

Conselho de Mídia Independente - Grupo independente, de atuação jornalística; baseado em SP. Replica e elabora conhecimentos e assuntos de utilidade pública.

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.