Mundo

CEO do Telegram emite alerta sobre segurança do WhatsApp — CMIO

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report






O serviço de mensagens móveis é uma ferramenta de vigilância e nunca será seguro para os usuários, afirmou Pavel Durov

As últimas vulnerabilidades descobertas no mensageiro do WhatsApp são um lembrete de que o produto de propriedade da Meta é antes de tudo uma ferramenta de vigilância, alertou o homem por trás do aplicativo Telegram concorrente.

Pavel Durov criticou o WhatsApp em um post na quinta-feira. Ele veio em resposta ao relatório de um desenvolvedor sobre duas novas falhas descobertas em sua programação.

Ambas as vulnerabilidades permitem que uma parte interessada plante malware em um dispositivo que executa o WhatsApp. Um usuário precisa atender uma chamada de vídeo ou reproduzir um arquivo de vídeo especialmente criado para ser exposto, potencialmente dando aos hackers acesso total ao seu telefone.

De acordo com Durov, as novas descobertas se encaixam em um longo padrão do WhatsApp, representando um risco crítico de segurança para os usuários. Ele explicou que “é quase certo que já existe uma nova falha de segurança lá” porque essas vulnerabilidades são “portas dos fundos plantadas”.

“Se um backdoor for descoberto e tiver que ser removido, outro será adicionado”. ele afirmou, pedindo às pessoas que leiam seu próprio artigo de 2019 sobre o que ele acredita ser a natureza inerentemente perigosa do serviço de mensagens.


Facebook denunciou usuários ao FBI – mídia

Durov observou na época que o WhatsApp foi projetado para fins de vigilância e foi adaptado às necessidades de agências governamentais dos EUA, como o FBI. Ele disse que as alegações de que os desenvolvedores colocam a privacidade do usuário em primeiro plano são propaganda enganosa.

Além das vulnerabilidades recorrentes, ele citou o recurso fortemente incentivado, que permite aos usuários armazenar conversas na nuvem. Os arquivos não são criptografados adequadamente e o governo pode acessá-los por meio de intimações, observou Durov.

Em seu post, o desenvolvedor do Telegram alertou que nem mesmo indivíduos ricos como Jeff Bezos estão seguros. Ele estava se referindo ao hack no telefone do fundador da Amazon em 2018, supostamente por meio de uma mensagem enviada de um número usado pelo príncipe herdeiro saudita Mohammed bin Salman.

“Se você tiver o WhatsApp instalado em seu telefone, todos os seus dados de todos os aplicativos do seu dispositivo estarão acessíveis” Durov afirmou.

Ele pediu às pessoas que excluam o aplicativo e mudem para qualquer mensageiro que leve sua segurança a sério. Ele fez isso anos atrás, acrescentou o executivo de tecnologia.

Você pode compartilhar esta história nas redes sociais:

Verificado por RJ983

Conteúdo traduzido

Ver fonte

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report






Mostrar mais

CMIO

Conselho de Mídia Independente - Grupo independente, de atuação jornalística; baseado em SP. Replica e elabora conhecimentos e assuntos de utilidade pública.

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.