Mundo

Filósofo russo Dugin é incluído na lista de sanções pessoais da UE contra Rússia

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report







A lista inclui 30 pessoas físicas e sete jurídicas, entre estas – o filósofo político russo Aleksandr Dugin.

“Ele apoiou ativamente o movimento separatista pró-russo no leste da Ucrânia […] Aleksandr Dugin é responsável pelo apoio e implementação de ações e política que minam ou ameaçam a integridade territorial, soberania e independência da Ucrânia ou a estabilidade e segurança da Ucrânia”, diz o documento oficial do bloco.

O filósofo é o pai da jornalista russa Daria Dugina, que foi assassinada em agosto em um ataque com bomba em seu carro depois de deixar um evento em que seu pai também estava presente.
O Serviço Federal de Segurança da Rússia afirmou, após realizar uma investigação, que os serviços secretos ucranianos estão por trás do assassinato de Daria.
Nesta quarta-feira (5), na véspera do anúncio de novas sanções europeias, o jornal The New York Times publicou uma matéria, citando autoridades próximas da questão, apontando que a inteligência norte-americana acredita que foi o governo ucraniano que autorizou o assassinato da jornalista russa.
De acordo com o jornal, as autoridades norte-americanas teriam ficado frustradas devido à falta de transparência da Ucrânia em relação a planos secretos, particularmente os que envolviam ações em solo russo.
Panorama internacional

EUA acreditam que Ucrânia autorizou assassinato de Daria Dugina na Rússia, diz mídia



Este conteúdo foi verificado por RJ-2309 RJ-0292 RJ-0958

CMIO confirmou esta notícia. Fonte;

Via Sputnik News- IMG Autor

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report






Mostrar mais

CMIO

Conselho de Mídia Independente - Grupo independente, de atuação jornalística; baseado em SP. Replica e elabora conhecimentos e assuntos de utilidade pública.

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.